Novo evento de aviação vai debater, nesta semana, potenciais do setor no Centro-Oeste

Beechcraft King Air F90 – Imagem meramente ilustrativa

Entre os dias 1º e 2 de dezembro, Goiânia receberá a primeira edição da Feira Aviation XP, novo evento que irá debater os principais temas que envolvem aviação geral no Centro-Oeste, com a promoção de palestras, mesas redondas, exposição de aeronaves e de serviços prestados por empresas ligadas ao setor.

Organizado pela G2C Events, esse encontro do trade da aviação será realizado no Aeródromo Nacional de Aviação SBNV, Hangar Oton Parts, no Setor Novo Planalto, e promete atrair um público altamente qualificado, reunindo fabricantes, proprietários de aeronaves e demais players do mercado.

Segundo os organizadores, Goiânia foi escolhida para sediar o evento por ser uma das principais referências nacionais em serviços de manutenção de aviação. De acordo com dados da edição de 2021 do Anuário da Aviação Civil, Goiás é o terceiro estado brasileiro em número de bases de manutenção, com 50 no total, três a mais do que foi registrado em 2020, e mais de 30 delas estão em Goiânia.

São Paulo lidera o ranking de serviços de manutenção, com 177 bases; seguido do Rio de Janeiro, com 66; e Minas Gerais, que também ocupa o terceiro lugar com 50 bases. Ao todo o Brasil possui 551 bases de manutenção homologadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Em tamanho de frota de aeronaves da chamada aviação geral, que envolve aviões, por exemplo, para agroaviação, serviços aeromédicos e táxi-aéreo, Goiás está em quarto lugar, segundo dados da edição de 2021 do Anuário da Aviação Civil. Das 15.675 aeronaves categorizadas para uso da aviação geral, 1.224 estão registradas em solo goiano, que fica atrás apenas de São Paulo (3.911), Mato Grosso (1.466) e Minas Gerais (1.313). O Centro-Oeste brasileiro detém ainda 46% dos aeródromos privados do país e um total de 3.595 aeronaves de variados portes.

O setor aéreo no geral também chama atenção por ser um segmento que vive um forte momento de retomada, após um ano e meio de restrições impostas pela pandemia. Dados reunidos na Resenha Mensal do Observatório Nacional de Transporte e Logística da EPL revelam que entre julho e setembro deste ano o setor registrou um salto de 89,4% na movimentação de passageiros.

O Polo Aeronáutico Antares, que já está com suas obras em andamento em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiânia, já confirmou sua participação na Aviation XP. O empreendimento privado, que abrange uma área total de 209 hectares, será voltado para aviação executiva, manutenção de aeronaves e operações de logística. O projeto é capitaneado pelas empresas goianas Tropical Urbanismo, Innovar Construtora, CMC Engenharia, BCI Empreendimentos e Participações e RC Bastos Participações.

Para Rodrigo Neiva, diretor comercial do Antares, a participação na Aviation XP será uma ótima oportunidade não só para apresentar o polo aeronáutico para o mercado da aviação, mas também para valiosas trocas de ideias e experiências com novos e futuros parceiros de negócios. “É uma grande oportunidade, para que as empresas do setor possam mostrar suas novas tecnologias e trocar experiências. E o Antares vem participar desse evento com o objetivo de apresentar seu projeto, que não é um projeto só para Goiás, mas para todo o Brasil, dada a sua privilegiada localização no centro do País”, avalia Rodrigo.

O diretor comercial do Antares ainda destaca que é de suma importância para a aviação de Goiás essa oportunidade de reunir num só lugar grandes players da manutenção de aeronaves, da aviação executiva e todos os segmentos que compõem a aviação geral. “O nosso Estado é hoje uma referência nacional em serviços de manutenção de aeronaves, abrigando inúmeras empresas e cuja maioria é certificada internacionalmente”, destaca o executivo.

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias