O dia em que uma empresa aérea fez 2 recordes ao sortear um viajante pelas janelas do voo

Cena do vídeo apresentado nesta matéria

Uma empresa aérea detém dois recordes um tanto quanto incomuns, hoje relembrados pelo AEROIN a título de curiosidade aos leitores, que foram conquistados durante uma criativa e diferenciada forma de sortear um prêmio a um dos passageiros durante um voo.

A canadense WestJet estabeleceu os dois títulos do Guinness World Record por construir uma roda de prêmios iluminada no meio do deserto de Utah, nos Estados Unidos.

A roda, que tinha um quilômetro de largura e era bem visível a 12 mil pés (3.650 metros) de altitude durante a noite, iluminou-se quando o voo 1118 da companhia, que partiu de Toronto, aproximava-se para pousar em Las Vegas em abril de 2017:

Conforme visto no vídeo acima, o brilhante símbolo, inspirado por uma roleta – o jogo de cassino tão sinônimo de Las Vegas – definiu os marcos de maior emissão de luz em uma imagem projetada e de maior projeção circular.

Os passageiros foram instruídos a olhar para fora de suas janelas para ver a enorme criação, enquanto uma comissária de bordo anunciava que um viajante sortudo ganharia a viagem da sua vida a Las Vegas se o número de seu assento aparecesse na gigante roda.

Incluídos no pacote estavam vários presentes emocionantes, desde uma maratona de compras de US$ 2.500 até dois ingressos para ver o Cirque du Soleil.

“A WestJet completou 21 anos este ano e, como a companhia aérea internacional que traz mais visitantes a Las Vegas, comemoramos iluminando o deserto”, disse Rob Daintree, diretor de marketing da WestJet na ocasião do feito. “Inspirado no brilho, energia e experiências maravilhosas que Las Vegas oferece, criamos um evento único para nossos convidados voando sobre uma roda de prêmios radiante.”

Para o registro, as medições da emissão de luz na imagem projetada resultou em um total de 4.666.000 lúmens, e a projeção em si totalizou 785.398 metros quadrados.

Nota: Lúmen (Lm) é a unidade de medida do fluxo luminoso, ou seja, é a intensidade ou brilho da luz, como é possível encontrar, por exemplo, na embalagem de uma lâmpada.

Para tornar este título possível, a WestJet planejou por seis meses e usou 18,7 quilômetros de cabos.

Embora apenas um assento tenha levado para casa o grande prêmio, cada passageiro do voo recebeu ingressos com desconto para shows do Cirque du Soleil, coquetéis complementares em um estabelecimento e cartões-presente de US$ 25 para lojas no Planet Hollywood Resort & Casino.

Informações do Guinness World Records

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Avião sobrevoa pista mas não pousa porque os pilotos estavam dormindo...

0
Um caso grave deu-se na Ethiopian e poderia ter causado um acidente, quando um Boeing 737 não pousou pelo fato dos pilotos estarem dormindo.