O maior avião do mundo está voando como nunca; veja qual é uma de suas missões

O Antonov 225 decolando de Kiev – Imagem: flyRosta, via YouTube

O famoso Antonov An-225 Mriya, o maior avião do mundo em capacidade de carga e em diversos outros aspectos, passou a ter uma rotina muito incomum em função da pandemia. Como já vemos desde 2020, o enorme jato, que costumava ser contratado apenas em casos de transporte de itens excepcionalmente grandes e/ou pesados, passou a ser usado também para o transporte normal de pacotes e mercadorias, como feito pelos cargueiros tradicionais.

Essa mudança ocorreu porque a crise gerada pela Covid-19 na aviação deixou praticamente toda a frota mundial de transporte de passageiros parada e, com isso, toda a carga levada nos porões passou a necessitar dos aviões puramente cargueiros. Adicionalmente, o segmento marítimo também não foi capaz de absorver a necessidade mundial de volume de encomendas e de tempo reduzido de entregas.

Assim, com uma demanda tão alta para uma oferta limitada, tem sobrado muito mercado até para o An-225, cujo preço de contratação não deve ser nada barato, já que existe apenas um exemplar dele já produzido em toda a história, ainda na época em que a Ucrânia fazia parte da União Soviética.

Por sinal, com sua fuselagem de dimensões fenomenais, ele acaba por ser uma ótima alternativa para enviar muita carga em um único voo, levando a essa intensa quantidade de voos que tem feito, como nunca ocorreu em seu passado de operações comerciais.

An-225 – Imagem: Antonov Airlines

Mas mesmo agora, com uma parte dos voos de passageiros já retomada, a demanda por cargueiros continua muito mais alta do que nunca, porque o mundo experimenta também um grande crescimento no comércio digital, fazendo com que cada vez mais pessoas comprem produtos em outros países. Assim, o gigante nunca para, a não ser nos intervalos de manutenção.

E entre suas missões recentes, está a contratação para transportar produtos médicos da China para a Áustria, e não apenas uma vez, mas em várias ocasiões.

Quem relata os detalhes é a DACHSER Brasil, parte da multinacional alemã de logística DACHSER. Segundo a empresa, para encerrar 2021 e começar 2022 com chaves de ouro, as equipes internacionais da DACHSER Air & Sea Logistics fretaram as maiores aeronaves de carga do mundo, ou seja, não apenas o Antonov An-225, mas também o “irmão menor” An-124.

O primeiro voo realizado pela DACHSER nessas aeronaves ocorreu no dia 07 de dezembro. O Antonov An-225 pousou no final da tarde no aeroporto de Linz, na Áustria. Para isso, dois dias antes, o cargueiro havia partido do aeroporto de Tianjin, na China. Após a chegada, toda a carga a bordo de um avião tão grande levou à necessidade de cerca de 20 caminhões para posterior distribuição.

Essa empreitada, porém, simboliza apenas o começo operação. Estão previstos, para 2022, outros voos com suprimentos médicos que vão direto para Linz, partindo de Tianjin e Chengdu. Ao todo serão oito voos realizados.

Mas, como dito, o grande avião não tem tido parada. Após o primeiro voo da empresa alemã no início de dezembro, o colossal equipamento de 6 motores e 32 rodas já foi mais quatro vezes até a China e retornou a destinos na Europa, como você pode conferir em seu histórico de voos clicando aqui.

Por sinal, hoje, 07 de janeiro, ele já estava novamente retornando da China, pela quinta vez em cerca de 1 mês. No momento da publicação desta matéria, o Antonov 225 estava em solo, porém, assim que ele voltar a voar, você poderá acompanhá-lo em tempo real na tela de radar a seguir:

Com informações da Assessoria da DACHSER Brasil

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias