Início Variedades

O próximo voo da Coca, que liga Brasil e Bolívia, já tem uma data confirmada

Foto Plane Spotting Manaus HD

No início da semana, o AEROIN trouxe em primeira mão a informação de quem um novo voo seria realizado por uma clássica aeronave do modelo McDonnell Douglas DC-10, cujo objetivo seria transportar xarope concentrado produzido na região de Manaus para a indústria da Coca-Cola na Bolívia.

Na manhã deste sábado (24), os horários do voo tornaram-se conhecidos, junto com a atualização da base de voos autorizados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A programação, portanto, é a seguinte:

DIA 30 DE SETEMBRO – A aeronave da Transportes Aéreos Bolivianos (TAB) decola de Cochabamba (Bolívia) para Manaus, onde aterrissa às 12h (meio-dia) com número de voo BOL-755. Após ser carregado com o xarope, o avião volta ao seu país às 17h, desta vez como BOL-756.

Rara chance de ver um DC-10

Essa será uma rara chance do Brasil rever uma aeronave desse modelo, já que há poucos voando no mundo atualmente e, por aqui, tem sido uma visão cada vez mais incomum. No passado, porém, não era assim, pois além das muitas empresas internacionais, outras brasileiras também operaram o modelo, como a Varig, Vasp, Transair, MTA, entre outras.

O jato DC-10 da TAB tem quase 35 anos de idade e está na companhia desde 2013, tendo antes voado por 25 anos na Federal Express. Os horários e destinos dos voo ainda serão confirmados nos próximos dias, assim que forem aprovados pelas autoridades brasileiras.

Tais operações não são incomuns e, geralmente, têm Manaus como destino, já que ali há uma planta da indústria de bebidas onde são produzidos alguns xaropes concentrados. Por outro lado, a empresa contratada para o frete aéreo pode variar. Depois que embarcar, a aeronave deverá transportar a valiosa carga até Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde desembarca para a fábrica da gigante dos refrigerantes, que possui a décima-sexta marca mais valiosa do mundo.

A TAB

Segundo seu site na internet, a TAB tem pouco mais de quarenta anos de idade, prestando serviços de transporte aéreo de cargas nacionais e internacionais promovendo a integração e soberania nacional boliviana. Ela preenche uma lacuna no país, realizando operações de comércio internacional contribuindo tanto para importação como exportação, transportando diversos tipos de carga como: cargas perecíveis, equipamentos e maquinários para petróleo, animais vivos, mercadorias perigosas, cargas volumosas e de grandes dimensões, mantendo rotas para Lima, Caracas, Miami e fazendo voos charter para qualquer parte da região.

Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.