Ouça as mensagens da hora em que um avião B767 atingiu o anemômetro do aeroporto

Boeing 767-300F

Pouco mais de uma semana atrás, um Boeing 767 sofreu um incidente quando partia para seu voo, após os pilotos não conseguirem manter a aeronave na via de taxiamento em decorrência do pavimento ter se tornado escorregadio por congelamento.

A ocorrência, cujas comunicações entre os pilotos e o controle de tráfego aéreo você poderá acompanhar na gravação abaixo nesta matéria, envolveu o voo FX-872, da companhia aérea FedEx, no dia 5 de janeiro.

Conforme histórico captado pelas plataformas de rastreamento online de voos, a aeronave em questão foi o 767-300F registrado sob a matrícula N271FE, que saiu para a grama ou passar reto em uma curva da taxiway H do Aeroporto de Manchester, em New Hampshire, na costa leste dos Estados Unidos.

A posição em que houve o incidente no aeroporto – Imagem: FlightRadar24

Detalhe do local em que o Boeing 767 saiu da taxiway – Imagem: FlightRadar24

Conforme as comunicações do vídeo abaixo, acompanhadas de uma animação da reconstituição do deslocamento da aeronave pelo aeroporto, após os pilotos pedirem uma confirmação sobre se o Boeing 767 atingiu algo como consequência do incidente, eles são informados de que a asa esquerda atingiu o poste do anemômetro (instrumento de aferição de direção e velocidade do vento), tendo o mesmo afundado um pouco para dentro do bordo de ataque da asa.

As comunicações estão na língua inglesa, porém, dependendo de qual dispositivo você está usando para assistir, poderá utilizar as opções no canto do vídeo para adicionar legendas e para acionar a tradução automática das legendas para o português:

Após a ocorrência, o aeroporto informou que todas as operações foram suspensas até que a condição do atrito das pistas e taxiways fosse melhorada, através dos trabalhos de descongelamento e lixamento dos pavimentos.

O Boeing 767 da FedEx foi rebocado de volta para o pátio e passou por reparos. Os dados das plataformas de rastreamento mostram que o jato ficou fora de serviços por uma semana, voltando a decolar na última quarta-feira, dia 12.

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias