Passageiro da Azul se recusa a voar alegando “assento sujo” e acaba retirado pela polícia

Na tarde de domingo (22), um homem de 65 anos foi retirado de um voo da Azul Linhas Aéreas entre os aeroportos de Recife e de Congonhas, em São Paulo, após brigar com a tripulação por conta da poltrona em que foi colocado na aeronave. Segundo o passageiro, o assento estava sujo e que essa não teria sido a primeira vez que ele tinha problemas com a limpeza.

O incidente foi registrado a bordo do Airbus A320neo de matrícula PR-YYK, que faria o voo AD-4145. A disputa com os comissários se iniciou antes da decolagem.

Em certo momento de um vídeo gravado a bordo, ele diz: “Eu vou desembarcar aqui. O avião não vai embora enquanto não for avaliado o que foi feito”, diz o homem. “Agora vai ser assim, vamos chamar a polícia e vamos chamar as autoridades e você vai ver como que é mexe com um federal que não deve nada a eles”.

Imagens da discussão a bordo, disponíveis abaixo, foram compartilhadas pelo perfil Aeroporto da Depressão, no Twitter, que também destacou a declaração dada pela Azul Linhas Aéreas sobre o caso.

Em nota, a Azul Linhas Aéreas disse: “A companhia lamenta eventuais contratempos ocorridos aos seus clientes e ressalta que medidas como essas são necessárias para conferir a segurança de suas operações. A Azul realiza a limpeza de todas as aeronaves a cada voo, de acordo com os processos estabelecidos pela IATA, além de orientar os tripulantes para se atentarem às medidas de higiene recomendadas pelo Ministério da Saúde”.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

DECEA registra cerca de 310.000 operações não tripuladas com drones em...

0
O ano de 2022 somou mais de 310.000 operações não tripuladas, o que demonstra o desenvolvimento acelerado desse novo modal aéreo.