Passageiro põe mala no medidor do aeroporto com tanta força que a deixa presa e não consegue tirar

Um passageiro da companhia aérea easyJet foi parado no portão de embarque por um agente que achou que sua bagagem de mão era grande demais para entrar na aeronave. Como parte da regra, ele teria que encaixar sua mala no medidor e, se não coubesse, teria que pagar para despachar a bolsa.

Como numa reação extrema de quem não gostaria de pagar um centavo a mais para a companhia aérea, ele foi até o medidor e começou a bater e pisar na sua mala, até que estivesse totalmente dentro do compartimento. O problema é que, como resultado de tanto esforço, a bagagem ficou entalada. Toda a situação foi gravada por outro passageiro (vídeo abaixo), enquanto risadas são ouvidas.

Em certo ponto, depois de provar para o funcionário da empresa aérea que sua mala atende às especificações, o homem brinca e diz que vai ter que levar o medidor com ele a bordo da aeronave. De fato, o vídeo não mostra se ele teve êxito para retirar a mala ou se recebeu alguma ajuda.

A atitude do homem, no entanto, não foi isolada. Casos semelhantes acontecem todo o tempo nos aeroportos mundo afora, com viajantes tentando se esquivar das elevadas taxas de bagagem, que ficam ainda mais caras se pagas no momento do embarque. De toda forma, cada empresa tem suas regras e elas precisam ser observadas pelos viajantes no ato da compra da passagem.

Além das limitações de tamanho, as empresas geralmente têm um pedo máximo aceito para as malas levadas a bordo, embora nem sempre isso seja auferido no ato do embarque.

@hotasfo_o dont die for easy jet #fyp #viral #plane #funny ♬ original sound – sam

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Chéquia deve estender o aluguel dos caças Gripen até a chegada...

0
O atraso dos caças stealth F-35 pode forçar a Checa a renovar o contrato de aluguel de caças Gripen da Suécia.