Início Estudos e Pesquisas

Passagens aéreas sobem o dobro da inflação no Brasil

Enquanto a altas de preços generalizada afeta a todos no Brasil, o preço da passagem aérea tem visto uma subida muito mais ampla, que afeta a recuperação do setor e inibe as pessoas de viajarem.

Imagem: Infraero

A alta dos combustíveis de aviação acontece de maneira global, chegando a 11,6% em média, segundo dados da IATA. Naturalmente, isso tem impacto direto no preço das passagens aéreas. Apenas na América Latina e Central a alta do querosene de aviação, utilizado por jatos e turboélices, foi de 14,6% da primeira semana de abril para maio. Nos EUA e Canadá esta alta chegou em 9,6% no mesmo período.

Por ser o principal componente do custo da empresas aéreas no país, o combustível tem pressionado para cima o preço das passagens. Nos EUA, a alta atingiu 18,6% de março para abril, enquanto a inflação ficou em torno de 8%, segundo dados do Departamento do Trabalho.

No Brasil a situação é praticamente igual, com aumento praticamente no dobro da inflação oficial. Segundo dados do IBGE, a alta nas passagens aéreas é de 9,48%, enquanto o principal índice de inflação, o IPCA, atingiu 4,29%.

As altas devem continuar nos próximos meses, com a proximidade das férias escolares em ambos os países (e, portanto, aumento na demanda por voos) e por ainda não haver uma clara resolução a curto prazo da guerra da Ucrânia.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile