Peixes são apreendidos pouco antes de embarcarem em avião no aeroporto do Galeão

Imagem: Ibama

No último mês, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apreendeu mais de 2 toneladas de peixes ameaçados de extinção. A carga com destino aos EUA foi detida no aeroporto Galeão (RJ) após irregularidades fiscais, que resultaram na aplicação de R$ 1.519.660,00 em multas.

As espécies garoupas, chernes e meros de grande porte chamaram atenção dos fiscais – a suspeita é que tenham sido capturadas em unidades de conservação e áreas protegidas nos estados da BA, ES e RJ. Com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Icmbio), o pescado foi doado ao Programa Mesa Brasil.

“Ações de fiscalização como essa são de grande relevância, pois permitem acompanhar toda a cadeia do pescado, desde a captura dos espécimes e monitoramento das embarcações, até o destino final, por meio da inspeção das cargas nos aeroportos e portos do Brasil”, completa a analista ambiental do Ibama, Taciana Sherlock.

Os grupos de peixes ocorrem em ambientes recifais e apresentam grande importância para os ecossistemas costeiros e marinhos. São predadores topos de cadeia que influenciam a estrutura de todo o ecossistema, ameaçados de extinção conforme a Portaria MMA nº 445/2014.

Informações do Ibama

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Acionistas alegam que megafusão de aéreas nos EUA está baseada em...

0
Segundo os acionistas, a companhia aérea forneceu informações enganosas para apoiar uma proposta de aquisição e fusão com a Frontier.