Piloto deixa iPhone cair de seu avião na pista e a tela não quebra; ouça a comunicação

Imagem: Walt Simpson / Aeroporto Melbourne Orlando

Muitos já ouviram falar ou já tiveram o famoso celular Nokia 3310, popularmente conhecido por alguns no Brasil como “Nokia Tijolão”, por ser muito resistente a quedas. A história a seguir tinha tudo para ser relacionada a ele; só que não. O celular dessa publicação é outro, conhecido mais por sua tecnologia, (alto) preço, entre outros pontos, do que pela resistência.

Acontece que um piloto muito desatento deixou cair seu iPhone acidentalmente sobre a pista do Aeroporto Executivo de Orlando, na Flórida, Estados Unidos, enquanto estava em processo de decolagem e corria a mais de 80 km/h, conforme a gravação das comunicações que você verá nesta matéria.

No momento seguinte, após a partida, a torre foi comunicada pelo piloto sobre a queda de seu iPhone na pista. Não apenas isso, o piloto também avisou que ele olhou o sistema de localização por satélite, que dizia que o aparelho estava mil pés (304 metros) a partir da cabeceira e pouco à direita da linha de centro da pista.

A torre de controle promoveu o fechamento da pista momentaneamente para que a equipe de solo fosse buscar o aparelho. Na verdade, esse é um procedimento corriqueiro, já que a pista deve ser fechada quando há suspeita de objetos sobre ela.

Acontece que o mais impressionante de toda essa história é que a equipe de solo encontrou o celular da Apple exatamente onde o satélite apontava, que o eletrônico não apresentava praticamente nenhuma avaria e que estava funcionando.

No vídeo abaixo, publicado pelo canal VASAviation, dedicado a gravações de conversas entre controladores, pilotos e outros serviços aeroportuários, são perceptíveis as diversas reações do controlador de tráfego aéreo da torre e o diálogo cômico dele com as equipes de operações de solo. No momento em que se confirma que o celular foi encontrado, o controlador brinca: “Certo…vai ser uma boa história para a Apple se ele for ligado e ainda funcionar”.

Logo depois, o funcionário da equipe de solo afirma que “Está funcionando!”, e o controlador responde sob risos “Ok, senhor!”.

Mais adiante, um controlador de outro setor pergunta “Quão estilhaçada está a tela?”. O funcionário de solo diz que “Não, está em perfeito estado e funciona”. O controlador então afirma “De modo algum um iPhone cai de um avião com 50 a 60 milhas por hora e não quebra a tela!”, e ambos continuam trocando mais frases irônicas.

As informações de qual modelo de iPhone não foram especificadas. A aeronave era um bimotor Piper PA-44 Seminole. Veja abaixo a gravação.

(Nota: caso você não compreenda o inglês, dependendo de qual dispositivo estiver usando para assistir, poderá utilizar as configurações no canto do vídeo para acionar as legendas traduzidas para o português)

Como publicamos anteriormente aqui no AEROIN, um caso parecido aconteceu no Brasil, em Cabo Frio, no litoral carioca, quando em celular foi perdido pela janela de um avião em pleno voo, mas foi recuperado pelo proprietário em perfeito funcionamento e com a queda devidamente filmada:

https://aeroin.net/celular-perdido-voo-pero-cabo-frio-gravou-queda-nao-quebrou/
https://aeroin.net/homem-perde-celular-vento-voo-fica-sem-graca-filmagem/

Arthur Gimenes Prado
Arthur Gimenes Prado
Estudante do Ensino Médio, foi repórter na TV Cultura Paulista e Rádio Morada do Sol FM, também com passagem como colunista no Portal do Andreoli e participações especiais na Record News, Rádio CBN e EPTV.

Veja outras histórias