Piloto vai para o livro dos recordes após voar por dentro de dois túneis

Um dos objetivos do voo é sentir liberdade e ter um pedaço do céu apenas para você, mas foi o contrário disso que um piloto vivenciou para estar no livro dos recordes.

Foto: Red Bull

O piloto italiano Dario Costa topou mais uma maluquice da Red Bull: Voar não apenas dentro de um túnel, mas de dois, e decolando de dentro de um deles. A manobra insana, que havia sido feita apenas em simuladores de voo por diversão, foi completada na vida real na manhã de hoje (4), na Turquia.

Dois túneis de uma rodovia próxima a Istambul foram fechados para a loucura da equipe do energético mais famoso do mundo. Além do piloto, foram necessárias 40 pessoas envolvidas diretamente na tentativa da criação de recorde, bem como uma autorização especial das autoridades e a assunção das responsabilidades.

O avião escolhido foi o Zivko Edge 540, de fabricação americana e conhecido mundialmente por sua performance extraordinária em voos acrobáticos, o qual coleciona uma gama de troféus. Os túneis duplos Çatalca têm, ao todo, 1.610 metros de comprimento, excluindo a parte que não passa por baixo da terra (e que tem 360 m de comprimento).

O Edge 540 atingiu 245 km/h de velocidade máxima e percorreu o trajeto de 1.970 metros em apenas 43,44 segundos. Sendo assim, bateu 5 recordes de uma só vez:

Primeiro avião a voar dentro de um túnel na história;
Voo mais longo debaixo de um objeto sólido (1.610m);
Primeiro avião a voar dentro de dois túneis de uma só vez;
Primeiro avião a decolar de dentro de um túnel;
Voo mais longo em um túnel.

Veja abaixo o vídeo deste incrível recorde:

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Já voando o modelo concorrente, Air Europa anuncia a compra do...

0
A espanhola Air Europa quer voltar a crescer após a Pandemia do Coronavírus e anunciou a sua primeira compra de aviões.