Pilotos rejeitam decolagem de A320 após motor ingerir ave; veja os danos

Um incidente de colisão com ave (“bird strike”), com ingestão do animal pelo motor da aeronave, foi registrado nesta última sexta-feira, 19 de novembro, levando a danos ao propulsor e rejeição de decolagem.

A aeronave envolvida na ocorrência, segundo reporta o The Aviation Herald, foi o Airbus A320 registrado sob a matrícula EC-NNY, operado pela companhia aérea espanhola Volotea Airlines.

Airbus A320 da Volotea, semelhante ao envolvido – Imagem ilustrativa: Clément Alloing

O jato estava partindo para o voo V7-1138, do aeroporto de Olbia para o de Milão-Linate, ambos na Itália, e acelerava em sua decolagem da pista 05 quando os pilotos rejeitaram a decolagem em alta velocidade devido à ingestão da ave por um de seus motores.

Dados das plataformas de rastreamento online de voo mostram que o Airbus A320 chegou a atingir velocidade por volta de 150 nós (cerca de 278 km/h) antes de os pilotos iniciarem a frenagem. O jato foi parado com segurança e levado de volta ao pátio do aeroporto:

Trajetória e dados do deslocamento do A320 – Imagem: FlightRadar24

Uma inspeção após o incidente revelou que o fan (ventilador frontal) do motor teve danificadas várias de suas lâminas, também chamadas de pás. A imagem a seguir mostra os danos – note os amassados nos bordos de ataque de ao menos três das lâminas:

A aeronave permaneceu no solo por 24 horas, depois retornou ao serviço realizando o mesmo voo V7-1138 do dia seguinte, 20 de novembro de 2021.

Até o momento da publicação desta matéria, não havia confirmação sobre qual dos dois motores foi o afetado, e nem se o mesmo foi substituído por completo ou teve trocado seu fan e/ou alguma outra peça.

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Local onde avião de Gusttavo Lima causou polêmica já pode receber...

0
Através da portaria 8054, datada de 16 de maio de 2022, a ANAC liberou as operações com jatos no aeroporto Lauro Kurtz, em Passo Fundo