Pintura de Boeing 787 descasca no meio do pouso e chama a atenção dos passageiros

O flagra foi feito um mês atrás, mas começou a circular nas redes sociais nesta semana, depois que uma pessoa relatou que seu pai voou num Boeing 787 da Saudia de Manchester para Jidá, e que algo estranho havia na asa da aeronave.

A pessoa referida acima postou a foto abaixo no Reddit, mostrando um 787 com muitas fitas cobrindo a parte de cima da asa esquerda de uma aeronave, no que poderia parecer um pouco assustador para alguns passageiros, já que remete a algum “remendo” ou serviria para tapar algum problema.

Logo depois, outro usuário compartilhou o vídeo abaixo, mostrando um 787-8 pousando com a sua pintura descascando e formando um buraco na primeira camada. O problema, porém, não é novo, e já gerou reclamações de companhias aéreas, como a Air New Zealand, como o AEROIN mostrou aqui.

O que ocorre é que na pintura do 787 (que é diferente dos aviões anteriores), a camada mais externa de tinta sofre um efeito de descolamento por causa dos raios UV durante os voos, após ser esquentada e esfriada durante as viagens, e esse processo faz perder aderência.

A Boeing já está ciente e tem reparado as aeronaves, colocando um material para servir como “filtro solar” a fim de reduzir a incidência direta de raios UV nas asas dos Dreamliners.

Ao utilizar a fita, a ideia é fazer com que a camada abaixo não seja afetada pela exposição ao sol e ambiente externo, sendo um paliativo até que o defeito seja corrigido com a aplicação da camada extra.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias