Potência do motor do Boeing 777 quebra hangar de teste, veja o momento em vídeo e fotos

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Uma incomum ocorrência foi registrada no Aeroporto de Zurique, na Suíça, quando a potência de um Boeing 777 destruiu um hangar especialmente feito para testes de motor, conforme você verá em fotos e vídeo a seguir nesta matéria.

O hangar foi uma encomenda sob medida feita à WTM Engineers pela Flughafen Zürich, administradora do aeroporto, para contenção de ruído dos motores durante testes de manutenção, para melhorar o conforto acústico dos moradores do entorno e também da própria comunidade aeroportuária.

Segundo descreve a WTM sobre o projeto, os hangares de proteção contra ruído representam a solução mais eficaz para os testes de motor, e no caso do Aeroporto de Zurique, o hangar foi projetado para acomodar aeronaves do tamanho de um Boeing 747-8, com envergadura de 68,5 metros.

O hangar é uma estrutura de aço com componentes de concreto pré-moldado e concreto armado adicionados para atender aos requisitos acústicos e estruturais relevantes. Com vigas treliçadas no exterior, uma estrutura plana com vãos largos funciona como estrutura de suporte de carga. As aeronaves entram no hangar pelos portões acústicos frontais móveis.

Imagem: WTM Engineers
Imagem: WTM Engineers

As emissões de ruído são reduzidas de até 156 dB próximo ao motor para menos de 60 dB em áreas fora do hangar. Pela frente, há entrada de ar suficiente para os motores através dos portões acústicos com painéis de nervuras, de modo que o ruído é absorvido, enquanto por trás o fluxo de exaustão dos motores é redirecionado para uma parede de deflexão.

E foi nessa região do fundo do hangar em que algo não saiu como o previsto quando os grandes e potentes motores GE90 de um Boeing 777 da Swiss estavam sendo testados, conforme você observa no vídeo e fotos a seguir:

Como se nota nas imagens acima, ao menos um dos painéis de deflexão foi destruído e o material de proteção acústica ficou espalhado por uma enorme área do pátio do aeroporto.

As informações ainda são preliminares, de maneira que não há confirmação do dia e horário exatos em que ocorreu ou de qual foi o Boeing 777 envolvido e se o mesmo sofreu danos. Traremos atualizações conforme mais detalhes se tornarem conhecidos.

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Protótipo do avião A380 é visto fazendo um ‘tchau’ sobre a...

0
Mesmo agora que a fabricação foi encerrada, o primeiro jato de dois andares continua voando intensamente, já que recebeu uma nova missão.