Primeiro 777-300ER convertido a cargueiro no mundo aparece cheio de sensores na fuselagem

IAI Israel GECAS GE Boeing 777-300ERSF Big Twin
A aeronave já pintada em 2021, mas ainda não convertida – Imagem: IAI

O processo de conversão do primeiro Boeing 777-300ER cargueiro do mundo segue em andamento e agora surgem imagens da aeronave já passando por testes de movimentação no solo para coleta de dados.

O avião de matrícula N778CK (antes N557CC), que já voou pela Emirates sob o registro A6-EBB quando transportava passageiros, e que está sendo convertido para a norte-americana Kalitta Air, foi visto com diversos sensores instalados em sua fuselagem, provavelmente para avaliação dos esforços estruturais nas áreas onde sofreu grandes intervenções.

Sempre que um avião passa pelo processo completo de conversão, um grande corte é feito na fuselagem para a instalação da porta de carga e reforços estruturais são feitos por toda a fuselagem, para resistir ao peso concentrado que passará a atuar quando pesadas cargas estiverem a bordo.

Assim, toda essa modificação necessita de avaliações para determinar se a estrutura da aeronave continuará resistindo às novas características de deformações e cargas que passará a sofrer.

A Israel Aerospace Industries (IAI), responsável por esse processo da primeira conversão de 777-300ER do mundo, que será designado 777-300ERSF, previa para novembro do ano passado o primeiro teste de voo da aeronave, porém, como se nota, houve atraso.

Agora, com as avaliações de solo acontecendo, a expectativa é de que a primeira decolagem do “Big Twin”, como foi batizado o maior bimotor cargueiro do mundo, aconteça em breve.

Além da IAI, outras duas empresas também estão desenvolvendo processos de conversão do 777-300ER para cargueiro, a Mammoth Freighters e Kansas Modification Center (KMC).

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

De forma rápida, Avianca “bate o pé” e rejeita oferta da...

0
O grupo emitiu um comunicado no qual questiona veementemente a proposta da holding subsidiária da Indigo Partners.