Primeiro a voar sobre o Atlântico até o Brasil, Gago Coutinho tem seu nome dado a um aeroporto

CEO da VINCI e Primeiro Ministro de Portugal se cumprimentam no aeroporto – Imagem: VINCI Airports

Almirante português nascido no Algarve, Gago Coutinho foi o primeiro aviador a cruzar com sucesso o Atlântico Sul em 1922, ligando Lisboa e Rio de Janeiro, em uma trajetória de cerca de 8.300 km, acompanhado de Artur Sacadura Cabral.

Inicialmente a bordo do hidroavião “Lusitânia”, o deslocamento aconteceu entre os dias 30 de março e 17 de junho de 1922. Para o percurso, além do Lusitânia, foram utilizadas mais duas aeronaves devido a problemas técnicos, percorrendo a distância em 62 horas e 26 minutos. O feito aeronáutico é visto pelos portugueses como uma importante colaboração de Portugal para o desenvolvimento da segurança na navegação aérea em todo o mundo.

Com isso, neste ano de comemoração de 100 anos do feito notável, o aeroporto de Faro, em Portugal, será nomeado em sua homenagem, sublinhando a importância da abertura ao mundo na história de Portugal.

António Costa, Primeiro-Ministro de Portugal, e Nicolas Notebaert, CEO da VINCI Concessions e Presidente da VINCI Airports, celebraram hoje, 7 de setembro, o centenário da travessia aérea do Atlântico Sul no aeroporto português. O evento contou com a presença do Ministro das Infraestruturas e Habitação de Portugal, Pedro Nuno Santos, bem como dos Chefes de Gabinete de Portugal, autarcas e políticos da região do Algarve.

Além da comemoração e homenagem, Nicolas Notebaert também anunciou o início do funcionamento da central solar no aeroporto de Faro. Com uma capacidade de 3 MWp, a central permite à VINCI Airports produzir 30% das necessidades de eletricidade do aeroporto, reduzindo as emissões de CO2 em mais de 1.500 toneladas por ano.

Primeira usina solar aeroportuária de Portugal, foi financiada, desenvolvida, construída e será operada pela VINCI Airports através de sua subsidiária fotovoltaica SunMind. Esta iniciativa enquadra-se no programa global de descarbonização da VINCI Airports, que visa atingir Zero Emissões Líquidas até 2030 nos aeroportos de Portugal e da União Europeia – e, o mais tardar, 2050 para todos os seus aeroportos em todo o mundo, que inclui alguns no Brasil.

Informações da VINCI Airports

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Representantes da prefeitura visitam as obras do aeroporto de Juazeiro do...

0
A Prefeitura de Juazeiro do Norte realizou na segunda-feira (26), juntamente com a administração do Aeroporto Regional do Cariri