Qatar deve preferir um Boeing 777X cargueiro após problemas com o Airbus A350

O sempre polêmico CEO da Qatar Airways, Akbar al Baker, ressaltou sua indignação com a Airbus, e sinalizou que pretende escolher a Boeing para um novo cargueiro.

Imagem: Qatar Airways

A empresa árabe tem sido a mais vocal nas reclamações dos problemas envolvendo a pintura nos jatos Airbus A350, apesar delas também terem aparecido em exemplares do modelo de outras empresas aéreas. Como a Reuters mostrou nessa semana, a corrosão não é algo somente estético, mas chega a deixa aparente parte da estrutura de fibra de carbono da qual a fuselagem é feita.

Ainda não há um consenso sobre o risco à segurança, mas CEO da Qatar, Akbar al Baker, afirmou que o problema é tão grave (ao ponto de ter 20 aviões do modelo parados), que fez a empresa desistir de comprar mais jatos A350, incluindo cargueiros – recentemente, a Airbus anunciou que está desenvolvendo a versão A350F.

Em sua fala no Clube Britânico de Aviação, um dos mais tradicionais do mundo e que sempre realiza eventos com grandes figuras do setor, al Baker afirmou que os problemas atuais do A350 “fecham a porta para uma encomenda da versão cargueira”.

Segundo o jornalista Jonathan Robins da consultoria Cirium, parceira do AEROIN, que estava presente no evento, al Baker também deu pistas sobre uma possível encomenda de 50 jatos cargueiros, que pode ir para o Boeing 777XF, assim que ele for lançado oficialmente.

Esta encomenda, inclusive, poderia ser feita ainda neste ano, e não foi realizada no Dubai Air Show pelo fato da Boeing não ter lançado a versão cargueira do 777X no evento.

Não é de hoje que a Qatar tem interesse no 777X cargueiro e também no A350F, mas a empresa também criticou a Boeing pelos atrasos no 787 e no 777X de passageiros, do qual ela tem uma grande encomenda de 60 aviões.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Espírito Santo autoriza início das obras no Aeroporto Regional de Linhares

0
Serão investidos R$ 2,71 milhões no empreendimento, com recursos do Tesouro Estadual. O prazo de execução das obras será de 12 meses.