Quanto a companhia Latam gasta para treinar seus pilotos brasileiros

Para garantir a capacitação de sua equipe e, por consequência, manter a segurança da aviação nos mais elevados níveis da história, as empresas aéreas investem milhões de dólares. Esses números nem sempre são conhecidos do grande público e, nos balanços das empresas, eles aparecem apenas como linhas de custos genéricas.

No entanto, o comandandante Geraldo “Harley” Meneses, Diretor de Operações da Latam Brasil, abriu um pouco dessas informações com o público, através de uma publicação bastante interessante na rede social profissional LinkedIN.

“Somos uma verdadeira escola com asas. Nossos tripulantes são reciclados de forma permanente. A palavra “permanente” não é um eufemismo.
Para terem uma ideia, cada piloto é retreinado em simuladores anualmente. São 4 sessões de simulador entre treinamento e inspeção. Cada sessão de simulador tem a duração de 4 horas. Logo temos 16 horas de treinamento de pilotos somente em simulador, sem considerar as horas de treinamento em sala de aula”
, disse o comandante Harley.

Segundo ele, apenas em 2019, a Latam teve 6.521 sessões, atingindo mais de 26.000 horas de voo em simulador, apenas no Brasil. Ele comenta que o valor investido em um treinamento periódico de uma dupla de pilotos (comandante mais copiloto) custa algo entre R$ 70.000 a R$ 95.000 (dependendo do tipo de simulador).

Já o valor investido para promoção de um copiloto para função de comandante gira em torno de R$200.000,00. Por sua vez, a formação inicial de um copiloto (desde a admissão na empresa até efetivamente estar na escala de voo) custa aproximadamente R$159.000,00.

“A LATAM Brasil investe anualmente U$ 21.000.000,00 (dólares) apenas com treinamentos iniciais e periódicos, fora os treinamentos corporativos e de solo que não estão relacionados aos dois anteriores. Todo valor e tempo investidos nos garantem uma operção segura e eficiente. E a garantia que os sonhos dos nossos clientes cheguem ao seus destinos”, completou o comandante Meneses.

O treinamento da equipe um dos mais importantes componentes para assegurar a segurança dos milhares de voos diários que as empresas brasileiras realizam. No país, tais processos são fiscalizados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a fim de garantir cumprimento da legislação vigente.

Abaixo, a publicação original do comandante Harley.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

O avião criado para jamais ser usado, mas que está de...

0
Recentemente, no dia 28 de julho de 2022, pousou na Base Aérea de Brasília o Boeing E-4B Nightwatch, uma variante do versátil Boeing 747