Recorde histórico na movimentação de cargas do Aeroporto de Viracopos em 2021

Pátio do Aeroporto de Viracopos

A concessionária Aeroportos Brasil Viracopos informa hoje que o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), encerrou o ano de 2021 com recorde histórico de movimentação de carga (em peso) para um ano.

O aeroporto processou um total de 364,3 mil toneladas de carga no ano passado, quando somadas as áreas de importação, exportação, remessas expressas (courier) e cargas nacionais.

Viracopos teve alta de 38,96% em relação ao ano de 2020. Até este resultado recorde de 364,3 mil toneladas em 2021, o melhor resultado havia sido registrado em 2019 com um total de 262,2 mil toneladas, portanto, o aumento também é de 38,9% sobre o recorde anterior.

Entre os segmentos em destaque no ano estão os de tecnologia, farmacêutico, químico, metalmecânico, vestuário, calçados, frutas e autopeças, entre outros diversos produtos.

Considerando cada segmento, as altas registradas no ano de 2021 em relação ao ano de 2020 foram: Importação (27,23%), Exportação (44,91%), Remessas Expressas (21,8%) e Carga Nacional (56,65%).

No período, o TECA (Terminal de Carga) de Viracopos também se consolidou como uma das principais portas de entrada do Brasil de equipamentos e de vacinas usadas no combate à COVID-19. Em 2021, o aeroporto foi a porta de entrada de pelo menos 210 milhões de doses de vacinas. O aeroporto também continuou a realizar grandes operações como a da chegada dos carros e equipamentos da Fórmula 1, por exemplo.

 Resultados de dezembro 

Considerando apenas o mês de dezembro de 2021, a alta foi de 10% em relação ao mesmo mês de 2020. O Terminal de Carga movimentou um total de 31.262 toneladas ante 28.424 toneladas de 2020. Já dezembro de 2019 teve 17.339 toneladas processadas.

De acordo com levantamento da concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, administradora do aeroporto, o mês de dezembro de 2021 representou o quinto melhor resultado para um mês do ano passado.

Informações da Aeroportos Brasil Viracopos

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias