Registro em vídeo mostra caças ucranianos atacando a famosa Ilha da Cobra

A atividade da Força Aérea da Ucrânia na guerra tem sido registrada. Ainda que se tenham dúvidas sobre a real condição de combate da força após tantos ataques russos, novas imagens continuam a aparecer.

Su-27 da Ucrânia por Dave S

A Ilha da Cobra ficou conhecida logo no início da invasão russa, quando o então cruzador russo Moskva (hoje afundado) se aproximou do local e sua tripulação advertiu aos militares ucranianos, que ocupavam a ilha, para que se rendessem.

Como resposta, os ucranianos xingaram o navio, num momento da guerra que foi gravado e acabou virando símbolo da resistência do país. Apesar de reportes iniciais de que o navio russo teria atacado a ilha e matado todos, tempos depois os militares ucranianos reapareceram sob condições não tão bem esclarecidas ainda.

De todo o modo, a Rússia acabou por dominar a ilha, que fica próxima de Odessa e da fronteira com a Romênia e Moldávia, sendo um importante ponto estratégico no Mar Negro.

No início do dia de ontem (7), surgiu um vídeo (acima) de um drone turco Bayraktar TB-2 operado pela Ucrânia atacando um navio de desembarque, que estava deixando veículos e militares russos na ilha. Não há uma confirmação

Mas o mais interessante veio a seguir. Este mesmo drone captou o momento (abaixo) em que dois caças Sukhoi Su-27 Flanker, o principal da Ucrânia, atacam a ilha. Na imagem captada pelo drone, é possível ver os caças atacando instalações na ilha com bombas, e soltando flares (iscas para mísseis guiados por calor) após o ataque.

A ilha tem importância estratégica, pois poderia ser um local importante na defesa naval, já que dali poderiam ser disparados mísseis anti-navio. Da mesma forma, dominá-la novamente impediria que as forças russas a usassem como uma base para o domínio da cidade portuária de Odessa.

Uma imagem de satélite (abaixo) mostrou o que teria sido o resultado dos ataques. Sem dar muitos detalhes, o Ministério da Defesa da Rússia confirmou em nota que aeronaves militares ucranianas estavam na região, afirmando que um Su-27, um Su-24, três helicópteros Mi-8 e 2 drones Bayraktar foram abatidos ainda no ar, mas sem citar o ataque na Ilha da Cobra.

Embora a data das imagens não esteja confirmada, elas ajudam a entender um pouco da dinâmica da guerra e das ações em torno de posições estratégicas.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Qatar Airways explica quem são as pessoas que pintou no Boeing...

0
O Boeing 777F até já passou pelo Brasil neste último final de semana, pousando no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.