Reino Unido pede que aéreas parem de vender passagens além da conta

Foto: AEROIN

O governo britânico quer que problemas nos aeroportos não aconteçam na alta temporada e pede bom senso das companhias aéreas. Tal pedido foi feito pelo secretário Britânico dos Transportes, Grant Shapps, que tem visto problemas de longas filas e caos generalizado acontecerem de maneira recorrente na Europa, inclusive no Reino Unido.

O que já está sendo chamado de “caos aéreo” começou em meados de maio com o aumento dos voos num contexto de Covid-19 mais controlada e retirada de barreiras sanitárias. No entanto, a falta de pessoal, justamente devido à Pandemia, que gerou demissões, aposentadorias e mudanças de carreiras de vários profissionais que trabalhavam no setor, principalmente em solo, tem causado dores de cabeça.

Nos precisamos garantir que as cenas vistas nos últimos dias não se repitam. Apesar dos avisos do governo, as companhias vêm fazendo uma séria sobre venda de voos, acima da capacidade que conseguem entregar”, afirmou o secretário ao Skift.

Ele afirmou que isso não pode acontecer novamente, de maneira que não se repita no verão europeu que esta apenas começando. Enquanto isso, do outro lado do Atlântico, nos EUA, a situação tem sido contornada com cancelamento massivo de voos.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

O avião criado para jamais ser usado, mas que está de...

0
Recentemente, no dia 28 de julho de 2022, pousou na Base Aérea de Brasília o Boeing E-4B Nightwatch, uma variante do versátil Boeing 747