Início Empresas Aéreas Resultado da Delta mostra que a aviação já volta a lucrar nos...

Resultado da Delta mostra que a aviação já volta a lucrar nos EUA no 2º trimestre

Avião Boeing 757-200 Delta Air Lines
Boeing 757-200 da Delta – Imagem: Venkat Mangudi / CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

A companhia aérea Delta Air Lines tornou-se hoje, 14 de julho, a primeira das grandes americanas a publicar seus resultados financeiros referentes ao 2º trimestre de 2021 (2T21, ou 2Q21 na sigla em inglês), e os números mostraram que, após 5 trimestres de prejuízos desde os impactos da pandemia no início de 2020, a aviação dos Estados Unidos volta a registrar lucro trimestral no transporte de passageiros.

Segundo a publicação da Delta, o resultado referente ao compilado dos meses de abril, maio e junho foi um lucro líquido de US$ 652 milhões (GAAP, não ajustado), frente a um prejuízo líquido de US$ 1,171 bilhão no 1º trimestre deste ano (1T21), de janeiro a março.

O primeiro valor positivo não ajustado após mais de 1 ano de prejuízos representa uma recuperação de 45,2% em relação lucro registrado no trimestre correspondente anterior à crise da Covid-19. No 2T19, o lucro líquido havia sido de US$ 1,443 bilhão.

A sequência de resultados líquidos (GAAP, não ajustados) da Delta desde o último trimestre positivo, no final de 2019, foi a seguinte:

4T19: lucro de US$ 1,099 bilhão
1T20: prejuízo de US$ 534 milhões
2T20: prejuízo de US$ 5,717 bilhões
3T20: prejuízo de US$ 5,379 bilhões
4T20: prejuízo de US$ 755 milhões
1T21: prejuízo de US$ 1,177 bilhão
2T21: lucro de US$ 652 milhões

Apesar dos resultados positivos em termos não ajustados, o valor ajustado, entretanto, ainda foi negativo, em um prejuízo líquido de US$ 678 milhões, mas que representa uma significativa melhora sobre o prejuízo líquido ajustado de US$ 2,256 bilhões no 1º trimestre.

Segundo a Delta, as viagens de lazer domésticas estão totalmente recuperadas para os níveis de 2019 e há sinais encorajadores de melhoria nas viagens de negócios e internacionais.

“Com a recuperação ganhando força, estamos fazendo investimentos para apoiar nossa operação líder do setor. Também estamos adquirindo aeronaves de forma oportunista e criando flexibilidade de upside para acelerar nossa restauração de capacidade em 2022″, comentou Ed Bastian, CEO da companhia.

“Com a demanda cada vez maior por viagens aéreas, a receita operacional ajustada do trimestre de junho melhorou 76% em relação ao trimestre de março. O aumento do envolvimento do cliente é evidente com os gastos com cartão de crédito já excedendo os níveis de 2019”, disse Glen Hauenstein, presidente da Delta. “Estou animado para ver este impulso continuar no trimestre de setembro, à medida que as viagens de negócios se recuperam e os mercados internacionais continuam a se reabrir.”

Com informações da Delta Air Lines