Rússia financiará cerca de cem motores para aeronaves de fabricação nacional

Imagem: Dmitry Terekhov / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia

O Governo da Federação Russa vai alargar o programa de apoio a grandes projetos de investimento em setores prioritários, que inclui a produção de motores de aviação, conforme informou a administração nacional. Um porta-voz destacou que a medida tem como objetivo reduzir a carga que as empresas russas enfrentam como consequência das sanções internacionais.

A partir de agora, as empresas poderão investir menos recursos próprios e os bancos aportarão o restante. Para isso, o governo aumentará o valor total a ser destinado aos mutuários. Será também possível lançar um novo ciclo de investimento com base nas empresas existentes, sem necessidade de criar entidades jurídicas adicionais, refere o comunicado.

Como cita o Aviacionline, a Rússia argumenta que as medidas aumentarão a atratividade dos projetos domésticos e incentivarão o investimento. Por outro lado, empréstimos a empresas que criam instalações produtivas promissoras permitirão impulsionar a economia.

Como já aconteceu em outras ocasiões desde o início da guerra na Ucrânia, o governo russo enfatizou a necessidade de reduzir ao máximo a dependência de insumos estrangeiros. Para a atividade da indústria aeronáutica local, reduzir a importação de componentes e incentivar a atividade dos fabricantes nacionais é fundamental para suas intenções.

Assim, o governo ajudará a fortalecer a produção de motores de aviação para toda a gama de aeronaves civis e militares russas. A empresa estatal United Engine Corporation, que se dedica à fabricação de motores, poderá usar mais de 44 bilhões de rublos (cerca de US$ 720 milhões) de fundos federais para esses fins.

Segundo o Governo, a indústria precisa produzir cerca de cinquenta motores PD-8 para alimentar os Sukhoi Superjets nos próximos dois anos. Vinte motores PS-90A também devem ser fabricados para os Tupolev Tu-214 . Por último, seria necessário produzir quatorze motores PD-14, que serão a fonte de propulsão do futuro Irkut MC-21 .

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Mulher que ficou tetraplégica após cair de avião durante o embarque...

0
Após uma longa luta contra as sequelas de um trágico acidente, a jovem Gabrielle (Gaby) Assouline, de 25 anos, veio a óbito nesta semana