Início Indústria Aeronáutica

Rússia não vai construir mais que 20 novos Tupolev Tu-214 por ano porque sairia muito caro

Foto: Björn Strey, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia

A United Aircraft Corporation (UAC) pode levar a produção de aeronaves Tu-214 para um máximo de 20 por ano. Um novo aumento na escala de produção pode causar um desequilíbrio com o projeto MC-21 (ou MS-21), disse o vice-primeiro-ministro – chefe do Ministério da Indústria e Comércio da Federação Russa, Denis Manturov, em entrevista à TASS.

“Está sendo explorada a possibilidade de aumentar ainda mais a série. Tínhamos uma configuração diferente de volumes de produção – de 10 a 50 unidades por ano. Proponho chegar a 20 por ano até 2026. Mais do que isso será muito caro e provocará um desequilíbrio com o projeto MS-21”, disse ele.

De acordo com Manturov, a primeira aeronave Tu-214 com o motor russo PS-90A deve ser entregue em 2023. “O primeiro novo Tu-214 está planejado para ser entregue no próximo ano. Paralelamente, a UAC certamente continuará cumprindo suas obrigações com clientes especiais e agências governamentais, e entregas comerciais serão adicionadas a elas”, disse ele.

Em particular, a transportadora aérea Tatarstan UVT Aero planeja comprar 4 aeronaves Tu-214, disse Manturov. O acordo com a Aeroflot prevê a entrega de cerca de 40 aviões até 2030.

A necessidade de aumentar a produção em série do Tu-214 surgiu no contexto da introdução de sanções ocidentais contra a Rússia, a cessação das entregas de aeronaves Airbus e Boeing e a recusa dos países europeus e dos Estados Unidos de manutenção e fornecimento de peças de reposição para a frota já disponíveis para as companhias aéreas russas. 

Até recentemente, o Tu-214 era produzido em pequenos volumes, já que agora é operado apenas na aviação estadual. Um dos principais clientes será a Aeroflot. Segundo o Ministro dos Transportes da Federação Russa, Vitaly Savelyev, a empresa considera a aeronave Tu-214 a aeronave base de sua frota. 

Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.