Russo vai tentar recorde mundial com voo de 3 mil quilômetros num parapente

O viajante planeja fazer um voo em várias etapas de até 3 mil km do Mar Branco ao Mar Negro em duas semanas e meia.

O viajante Fyodor Konyukhov pretende fazer um voo transcontinental recorde em um parapente motorizado. A expedição começará em 5 de junho em Arkhangelsk, de acordo com o site do viajante. Konyukhov, juntamente com o piloto Igor Potapkin, planejam fazer um voo em vários estágios de até 3 mil km do Mar Branco ao Mar Negro em duas semanas e meia. Para quebrar o atual recorde mundial (427 km sem escalas), eles pretendem voar até 500 km sem escalas.

A equipe voará sobre Plesetsk, Vologda, Yaroslavl, Pereslavl-Zalessky, Moscou, Tula, Voronezh e Krasnodar. A chegada à capital da Rússia está prevista para 12 de junho e a expedição terminará em 22 de junho em Novorossiysk. O projeto foi apoiado pela Sociedade Geográfica Russa e pela Federação Unida de Esportes de Aviação Ultraleve da Rússia, informou a agência russa TASS.

Este projeto é uma etapa na preparação de Konyukhov e Potapkin para organizar a primeira conquista do Pólo Norte em um parapente motorizado, que está programada para partir em 1º de agosto de 2022 de Murmansk e terminar em 13 de agosto.

O recorde atual para a distância de um voo sem escalas pertence ao piloto polonês Krzysztof Romicki, que voou 427 km na rota Cracóvia – Zakrzewo em 2018, é especificado no site.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Esquadrilha da Fumaça faz turnê no Nordeste na próxima semana com...

0
Entre o final de agosto e o início de setembro, a Esquadrilha da Fumaça tem agendada uma série de apresentações em cinco capitais