Sindicato dos Aeronautas continua as tratativas com a Latam sobre Acordo Coletivo de Trabalho

Imagem: Latam

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) informou que se reuniu novamente, na quarta-feira (23), com a Latam Airlines Brasil, para dar continuidade às tratativas de um possível Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), substitutivo da CCT, e proveu uma atualização sobre o processo.

Em resposta a ponderação do SNA, sobre a necessidade da manutenção da cláusula que prevê o pagamento do vale alimentação, a empresa aceitou manter a cláusula atual, independentemente da proposta de reajuste apresentada. Em relação à cláusula dos limites de  tempo em solo, a Latam apresentou um conceito de execução de escala. Dentro do período máximo de 10 dias da comunicação da alteração, há a possibilidade de extrapolação dos limites já determinados nesta cláusula.

A pedido do SNA, a cláusula que constava a previsão de venda de parte das férias foi excluída. O sindicato entende que o gozo das férias em menor período causa um impacto direto em temas relacionados à fadiga e, assim, se negou a flexibilizar tal normativa. Por fim, foram revisadas as cláusulas do possível acordo e a empresa se comprometeu a encaminhar a minuta final para avaliação.

O SNA, após a análise final da minuta, fará uma live para leitura e esclarecimentos da proposta apresentada pela empresa.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Redução do ICMS do querosene de aviação em Minas Gerais impulsiona...

0
O programa estabelece condições para aéreas obterem redução da base de cálculo do ICMS, ou mesmo isenção, para abastecimento com querosene.