South African Airways fará o primeiro voo de passageiros ao Brasil após meses

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Após um hiato de quatro meses, a companhia aérea South African Airways voltará a ter um voo de passageiros ao Brasil. A empresa tem testemunhado várias reviravoltas e, por mais de uma vez, já teve anunciada sua liquidação, mas o governo local ainda tenta salvá-la.

A empresa aérea estatal, no entanto, parece que fará alguns voos pontuais nos próximos dias, após a reabertura parcial das fronteiras da África do Sul. E uma dessas operações envolve o Brasil e a Argentina.

Segundo o registro de voos da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), um voo especial da South African acontece entre 13 e 17 de junho, numa rota pouco usual. Seus objetivos são de repatriação de cidadãos do países envolvidos.

Quando é o voo

No dia 13, um Airbus A340-600, com capacidade para 317 passageiros, decolará de Joanesburgo para Buenos Aires e, em seguida, para São Paulo – Guarulhos, onde pousa às 21h55 locais. Após alguns pernoites, no dia 17 a aeronave faz o trajeto inverso, decolando do GRU Airport às 20h30. Os voos levam os números SAA 2952 e 2953 na ida e na volta, respectivamente.

Os voos de passageiros para o Brasil foram interrompidos em fevereiro de 2020.

A situação da South African

O momento pelo qual passa a empresa aérea é crítico, com uma liquidação batendo à porta e o governo ainda tentando manter os pratinhos equilibrados. Mas está difícil e a empresa já teve sua falência definitiva até formalizada, no entanto, parece que os políticos locais ainda desejam ver a deficitária empresa voando.

Na data de ontem (8), o grupo de administradores designado para cuidar da situação da empresa aérea pediu uma nova prorrogação de prazo aos credores para que um plano de salvação seja apresentado. Já se passaram seis meses desde que a empresa entrou nesse processo de administração e até agora uma solução não foi encontrada.

O problema é que, até agora, os planos do governo preveem reviver a empresa sem a previsão de que ela traga retorno um dia. Ou seja, o governo continuaria injetando bilhões de dólares do povo sul-africano infinitamente em um empreendimento que o povo em si não consegue usufruir.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

https://aeroin.net/south-african-desfazer-19-de-40-avioes-alugados/
https://aeroin.net/ainda-estao-tentando-salvar-a-south-african-airways-mas-ha-um-problema/
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Impacto de B737 com a pista é classificado como acidente de...

0
Uma investigação foi aberta e os gravadores de dados de voo do Boeing 737 foram recolhidos para obtenção dos registros.