Início Empresas Aéreas Talibã ameaça banir empresas aéreas que não baixarem os preços das passagens

Talibã ameaça banir empresas aéreas que não baixarem os preços das passagens

A Administração de Aviação Civil do Afeganistão emitiu um comunicado no qual diz que a Pakistan International Airlines, do Paquistão, e a Kam Air do seu próprio país, serão proibidas de realizar voos de Cabul a Islamabad se não cobrarem o mesmo preço que cobravam antes da entrada do grupo extremista ao poder.

O comunicado diz que as companhias aéreas serão multadas e punidas se violarem as regras. O talibã se mostrou inconformado depois que a PIA começou a cobrar até US$ 2.500 para cada passagem de Cabul a Islamabad, um preço muito acima do que a vasta maioria dos afegãos poderia pagar.

O comunicado também pediu ao público que coopere com o governo no relato de violações das novas regras. Eles pediram às pessoas que relatassem as violações.

As empresas aéreas, no entanto, alegam que seus custos subiram muito após a entrada do Talibã no poder, seja por conta de aspectos macroeconômicos, como a subida do preço do petróleo, seja pelo risco envolvido na operação, onde as seguradoras elevaram substancialmente o prêmio pela cobertura do risco de voar ao Afeganistão.

Segue abaixo a carta compartilhada pelo The Kabul Times