Início Mercado TAP confirma o encerramento das atividades de manutenção aeronáutica no Brasil

TAP confirma o encerramento das atividades de manutenção aeronáutica no Brasil

Conforme já era esperado, a empresa TAP Air Portugal confirmou que vai encerrar gradualmente a sua subsidiária de manutenção aeronáutica no Brasil, conforme exigido pela Comissão Europeia em troca do plano de ajudas do governo aprovado no final de dezembro.

O grupo português “decidiu pôr fim à atividade da TAP M&E (TAP Manutenção e Engenharia) no âmbito do plano de reestruturação aprovado pela Comissão Europeia a 21 de dezembro”, disse a transportadora em comunicado de imprensa. Segundo reporta o site português SAPO, o fechamento da empresa será gradual. Os contratos assinados ou em curso serão honrados, mas a TAP M&E deixará de aceitar novas encomendas, especifica o grupo aéreo. 

Esta decisão foi tomada após o insucesso da venda da empresa, que conta com cerca de 500 colaboradores, “por causa da grande crise no setor da aviação”. O encerramento da TAP M&E não vai afetar a atividade de transporte de passageiros de e para o Brasil, “que representa 25 a 30% do volume de negócios”, sublinha a empresa. 

O grupo aéreo português, cujas dificuldades financeiras aumentaram com a pandemia de Covid-19, foi urgentemente socorrido em 2020 pelo Estado. O governo teve que resolver renacionalizá-lo para reabastecer seus cofres em troca de um plano de reestruturação.

O encerramento da sua atividade de manutenção no Brasil, que ajudou a fechar as contas da TAP nos últimos anos, foi um dos pedidos de Bruxelas em troca do plano de ajudas validado no mês passado, no valor de 2,55 bilhões de euros. 

A Comissão Europeia pediu ainda à TAP a liberação de slots de decolagem e pouso no aeroporto de Lisboa, a separação da sua subsidiária Portugalia ou mesmo a venda das suas participações na transportadora de bagagens Groundforce, bem como numa empresa de catering.