Tripulantes anti-vacina da Emirates terão que pagar por testes diários de Covid

A Emirates não está facilitando para seus funcionários que não tomaram a vacina contra o coronavírus e está apertando onde dói: no bolso.

Avião Airbus A380 Emirates
Imagem: Emirates

A empresa é uma das aéreas que tem mais vacinados em seu quadro de funcionários e, inclusive, ofereceu três opções de vacina para eles: Pfizer-BioNTech, Oxford-AstraZeneca ou Sinopharm, ficando à escolha do colaborador. Mesmo assim, algumas pessoas que poderiam ser vacinadas, não querem tomar o imunizante. Ao contrário da vizinha Etihad Airways, a Emirates não pretende demitir estes funcionários (mesmo que legalmente possa fazer isso), mas irá forçar a vacinação de outra maneira.

Segundo o portal Paddle Your Own Kanoo, a empresa está obrigando que testes regulares de Covid-19, praticamente diários, sejam feitos e apresentados pelos funcionários que não querem tomar vacina, seguindo uma decisão do governo de Dubai.

Estes testes não serão pagos pela empresa e têm que ser do tipo PCR (do cotonete no nariz), podendo custar até 150 Dirham, equivalente a R$230, para sair o resultado em 8 horas. Por outro lado, se o funcionário não puder tomar a vacina por alguma questão de saúde ou contra recomendação dos laboratórios, a Emirates irá bancar os testes.

Divulgação – Emirates
Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias