Um ano e meio após receber os raros A330-800, empresa ainda não conseguiu estreá-los

A330-800 da Uganda Airlines – Imagem: Airbus

O menor avião entre os dois modelos da nova geração “neo” da família A330 da Airbus, o A330-800, já é por si só um equipamento raro de se ver pelos céus, uma vez que conquistou apenas 15 encomendas para quatro companhias aéreas até agora, contra 316 do “irmão” maior A330-900.

E se não bastasse isso, entre os únicos quatro jatos que já foram entregues, dois permanecem fora de operações comerciais por um ano e meio desde que o segundo foi disponibilizado pela Airbus à companhia.

Trata-se da africana Uganda Airlines, que recebeu o A330-800 de matrícula 5X-NIL no final de dezembro de 2020, e depois o de matrícula 5X-CRN em fevereiro de 2021, mas até ontem não havia obtido a certificação da autoridade de aviação de Uganda para voar comercialmente o modelo.

A companhia africana já havia até mesmo pedido, em março, slots para operar nos aeroportos de Londres-Heathrow, na Inglaterra, e de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e obtido a aprovação de ambos os destinos, porém, os aviões seguiam fora de operação devido ao processo de certificação.

Agora, finalmente, a Uganda Airlines anunciou nesta quinta-feira (19) que os A330neo foram adicionados ao seu Certificado de Operador Aéreo (AOC) e em breve serão alocados para voos de longo curso.

Além dos voos para a Europa e o Oriente-Médio, a empresa aérea já revelou pretensão de atender com os A330-800 também outros dois destinos intercontinentais, na Ásia: Guangzhou, na China, e Mumbai, na Índia.

Curiosamente, até encomendar estes dois exemplares do moderno avião widebody de alcance bastante elevado da Airbus, a companhia tinha apenas quatro jatos regionais CRJ-900 em sua frota.

Além da Uganda, as outras poucas encomendas do menor componente da família A330neo são a Air Greeland, com 1 unidade, a Garuda Indonesia, com 4, e a Kuwait Airways, com 8 (duas já foram entregues).

Especificações técnicas do Airbus A330-800

Capacidade de Assentos: 257 (em 3 classes)
Máximo de Assentos: 406
Largura da Cabine: 5,26 m
Comprimento: 58,82 m
Altura: 17,39 m
Envergadura: 64 m
Velocidade máxima: 918 km/h (Mach 0,86)
Alcance: 15.094 km
Motor: 2 x Rolls-Royce Trent 7000-72

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Avião CRJ-200 mexicano sai da pista, percorre 130 metros e para...

0
Ainda por motivos desconhecidos, o jato cargueiro acabou indo parar no gramado após uma excursão de pista durante o pouso.