Veja o que a Delta fez para quem embarcou em Guarulhos no 1º voo da reabertura dos EUA

Airbus A330-300 da Delta – Imagem: Curimedia Photography / CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

Dizem que os pequenos detalhes fazem a maior diferença na satisfação dos clientes, e a companhia americana Delta Air Lines parece colocar isso em prática com frequência em situações de suas operações.

Como tínhamos acompanhado no final da semana passada, na madrugada desta última segunda-feira, 08 de novembro, o voo DL-106 da Delta partiria do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, para se tornar o primeiro serviço internacional da companhia a chegar a Atlanta sob as novas diretrizes de entrada nos Estados Unidos para turistas estrangeiros vacinados.

Diante desse fato relevante, ao embarcar no referido voo, os clientes em todas as cabines foram recebidos em seus assentos com um cookie de chocolate que foi, segundo a própria Delta, especialmente preparado para seus passageiros neste primeiro voo.

O mimo aos clientes ainda contava com uma tag que dizia “Estamos muito felizes em vê-lo novamente. Bem-vindo a bordo!”, expressando a alegria da empresa em ajudar os viajantes brasileiros a se reunirem com seus familiares, amigos e colegas nos Estados Unidos.

Normalmente operado às 22h50, o voo da Delta entre São Paulo e Atlanta que estava originalmente programado para decolar na noite do domingo, 07 de novembro, foi remarcado para o início da madrugada de 08 de novembro, a fim de permitir que os clientes vacinados no Brasil chegassem aos Estados Unidos já com as novas diretrizes de viagem em vigor.

Imagem: RadarBox

Com o pouso em Atlanta às 9h45 da hora local (11h45 pelo horário de Brasília), o voo operado com o Airbus A330-300 de matrícula N807NW se confirmou como o primeiro serviço internacional da Delta a aterrissar em solo norte-americano sob as novas regras.

Informações da Delta Air Lines

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias