Versão XLR do avião A321neo leva mais uma grande encomenda, para a Air Canada

O 1º A321neo XLR sendo concluído – Imagem: Airbus

A companhia aérea Air Canada anunciou nesta terça-feira, 22 de março, que está adquirindo 26 unidades da versão de alcance extra longo (XLR) da aeronave Airbus A321neo. A aeronave tem alcance suficiente para atender a todos os mercados norte-americanos e a transatlânticos selecionados, oferecendo maior eficiência no consumo de combustível para empresa avançar em seus programas ambientais.

As entregas devem começar no primeiro trimestre de 2024 e a aeronave final deve chegar no primeiro trimestre de 2027. Quinze das aeronaves serão arrendadas da Air Lease Corporation, cinco serão arrendadas da AerCap e seis estão sendo adquiridas sob um contrato de compra com a Airbus SAS, que inclui direitos de compra para adquirir mais 14 aeronaves entre 2027 e 2030.

“A Air Canada está comprometida em fortalecer ainda mais sua posição de liderança de mercado, especialmente por meio de investimentos em novas tecnologias. A aquisição do Airbus A321XLR de última geração é um elemento importante dessa estratégia e conduzirá nossas experiência do cliente, avançando em nossas metas ambientais, expansão da rede e aumentando nossa eficiência geral de custos. Este pedido também mostra que a Air Canada está emergindo fortemente da pandemia e está em posição ideal para crescer, competir e prosperar em uma indústria de aviação global reformulada”, disse Michael Rousseau, presidente e CEO da Air Canada.

Os jatos A321XLR da Air Canada acomodarão 182 passageiros em uma configuração de 14 assentos da Classe Signature da Air Canada e 168 assentos da Classe Econômica.

Imagem: Air Canada

Com um alcance de aproximadamente 8.700 quilômetros e capacidade de voar até 11 horas, o A321XLR pode operar sem escalas em qualquer lugar da América do Norte e, dependendo da aprovação da Transport Canada para operações no exterior, também realizar missões transatlânticas, reforçando os hubs e a rede da transportadora. A Air Canada está selecionando um fabricante de motores para sua aeronave A321XLR.

O A321XLR será usado tanto para o crescimento incremental da frota da Air Canada quanto para substituir aeronaves mais antigas e menos eficientes que devem sair da frota.

A Air Canada projeta que terá até 17% menos consumo de combustível por assento do que a geração anterior de fuselagem estreita em um voo transcontinental típico e uma redução projetada de até 23% em relação à geração anterior de aeronaves de fuselagem larga em um voo transatlântico. Isso reduzirá as emissões de gases de efeito estufa para ajudar a Air Canada a cumprir seus compromissos ambientais, que incluem a obtenção da neutralidade de carbono líquida até 2050.

O A321XLR também deverá ser mais silencioso para passageiros e aeroportos do que a aeronave que está sendo substituída.

Em 31 de dezembro de 2021, a Air Canada tinha 214 aeronaves combinadas em suas frotas da linha principal e da Air Canada Rouge, sendo 136 aeronaves de corredor único (narrow body, ou corpo estreito).

Até o final de fevereiro de 2022, a Família A320neo havia acumulado quase 7.900 pedidos de mais de 120 clientes em todo o mundo. Os pedidos do A321XLR ficaram em 515 de 25 clientes.

Informações da Air Canada e Airbus

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Aviação pela vida: 2022 teve 5,7 mil itens para transplantes levados...

0
Considerando a Força Aérea Brasileira (FAB), empresas estrangeiras, trajetos terrestres e outros transportes, o total chega a 7.840 itens.