Vídeo mostra momento em que caça Su-34 atinge prédio na Rússia; causas do acidente reveladas

Cena o vídeo apresentado nesta matéria

Na última segunda-feira, 17 de outubro, um caça russo modelo Sukhoi SU-34 Fullback colidiu contra um prédio residencial em Yeysk, na Rússia, após sofrer uma falha no motor, em seguida de uma decolagem para voo de treinamento. Na semana passada, o Ministério da Defesa da Rússia já havia confirmado o acidente, dizendo que ambos os pilotos foram ejetados e estavam fora de perigo. 

O órgão também já havia informado sobre uma inspeção no combustível utilizado pelo jato e o Comitê de Investigação elencou que o acidente foi causado por “violações das regras de voo e pré-voo”, mas não deu detalhes de quais seriam as violações.

A princípio, pelo menos 15 mortos e um número indefinido de feridos haviam sido contabilizados no solo. Após a queda, o prédio residencial pegou fogo e as munições que estavam na aeronave começaram a explodir, dificultando a evacuação dos moradores.

Nesta semana, novas informações, dadas com oficiais, foram divulgadas e apresentam uma causa para o acidente. De acordo com a agência russa TASS, as autoridades chegaram à conclusão de que a queda do avião militar foi causada pela entrada de gaivotas no motor do caça. Tais circunstâncias levaram ao incêndio e à queda. “Seus restos (das gaivotas) foram encontrados por especialistas enquanto examinavam os destroços da aeronave“, disse a agência. 

Um vídeo, amplamente divulgado nas redes sociais, de uma câmera acoplada em um carro, registra o momento em que o caça se aproxima do prédio, até sua colisão. Nas imagens também é possível observar a ejeção de um dos pilotos, que cai em seguida com seu paraquedas.

Na data de ontem (23), mais um caça caiu durante a decolagem para treinamento. O Sukhoi Su-30 Flanker, da mesma família do Su-34, caiu na Sibéria, na cidade de Irkutsk após uma falha em um dos motores.

Ao contrário do acidente com o Su-34, os dois pilotos deste Su-30 não conseguiram ejetar e faleceram com o equipamento e subsequente explosão. Por sorte, nenhum morador ficou ferido e os danos de civis são apenas materiais.

Leia mais:

Juliano Gianotto
Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

LATAM deve pagar até 1,5 salário de participação de resultados para...

0
Uma das maiores companhias aéreas do país, a LATAM, anunciou que voltará a pagar participação de lucros para seus funcionários.