Vídeo registra evacuação de avião após ele passar reto no fim da pista

Cenas do vídeo da evacuação, que você vê abaixo nesta matéria

Um incidente de pouso foi registrado neste último fim de semana na China, após os pilotos não terem conseguido parar a aeronave antes do final da pista, a chamada “runway overrun”, ou excursão de pista ao final do comprimento da mesma.

A aeronave envolvida foi o jato regional Canadair CRJ-900 registrado sob a matrícula B-3250, operado pela China Express (também chamada Huaxia Air), quando realizando o voo de número G5-4394 de Korla para Aksu, ambas na China, no final da tarde do domingo, 29 de agosto, com 64 passageiros e 9 tripulantes.

Segundo dados do The Aviation Herald, a aeronave pousou às 18:14 locais (10:14Z) pela pista 27 do aeroporto de destino, mas ultrapassou a pista e parou fora do pavimento cerca de 76 metros após o final da pista e de 16 metros após a superfície pavimentada da área de segurança, estando deslocada cerca de 31 metros à esquerda da linha central da pista.

Posição aproximada da aeronave – Imagem: The Aviation Herald e Google Earth

A aeronave foi evacuada por meio das saídas de emergência, conforme as imagens do vídeo abaixo. Quatro passageiros ficaram feridos, mas como resultado da evacuação, e não da saída de pista.

Dados de rastreamento de voo mostram que o avião efetuou dois círculos de espera a 6.000 metros de altura (nível de voo 197) antes de se aproximar do aeroporto de Aksu, porém, não há informações que permitam estabelecer alguma relação entre a espera e o incidente no pouso.

A aeronave em espera antes de prosseguir para o destino – Imagem: FlightRadar24

Ainda segundo o The Aviation Herald, não há boletins de dados meteorológicos (Metars) disponíveis para o aeroporto, mas a estação meteorológica local informou às 18:00 locais que a temperatura era de 26ºC, o ponto de orvalho era de 13ºC, o vento era de 4 nós (7,4 km/h) vindo do Norte, o ajuste de altímetro era de 894 hPa e não havia chuva.

O Aeroporto de Aksu possui apenas a pista 09/27, que tem 2.400 metros de comprimento e fica a uma altitude de 3.800 pés (1160 metros). A Autoridade de Aviação Civil da China abriu uma investigação.

Segundo o portal Yicai Global, a China Express ainda não havia comentado sobre a ocorrência até a manhã desta segunda-feira.

Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias