Início Aviação Executiva

Visita relâmpago de Elon Musk ao Brasil custou R$ 300 mil só de combustível do jatinho

A vinda de Elon Musk ao Brasil foi um dos assuntos mais falados da última semana. Acostumado aos negócios bilionários, o magnata voou até o interior de São Paulo a bordo do seu jato executivo Gulfstream G650ER, orçado em US$ 66 milhões. A passagem rápida pelo país, como não haveria deixar de ser, também teve um alto custo que, certamente, para Musk foi um investimento.

Os voos de ida e volta do Texas para o aeroporto Catarina, em São Roque (SP), duraram em torno de 9 horas cada perna, o consumo de combustível nessa jornada chama a atenção. São em torno de 37 mil litros de querosene de aviação consumidos pelos dois motores Rolls-Royce BR725, nas duas etapas.

O custo monetário deste combustível gira em torno de $58.671 dólares, ou R$286 mil na cotação atual. Já as emissões de carbono na atmosfera chamam mais a atenção: foram emitidas em torno de 96 toneladas, mas este número pode variar.

As estimativas foram feitas pela página ElonJet, que foi criada por um jovem americano com o intuito de monitorar cada vez que o jatinho do bilionário decola. para isso, ele usa um robô que checa as plataformas de rastreamento de voos. Apesar do jatinho de Musk ser bloqueado na maioria delas, há outras que usam dados não filtrados e, portanto, permitem acompanhar o Gulfstream do bilionário (de maneira legal).

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A