Antiga maior operadora de jatos Embraer renasce e faz voo de certificação

Uma companhia aérea regional americana, que já foi a maior operadora dos jatos ERJ da Embraer, está renascendo e novamente voará com avião brasileiro.

Divulgação – ExpressJet

Até o último dia de julho do ano passado, a ExpressJet operava como uma subsidiária da United Airlines sob a marca United Express em voos regionais. Por causa da pandemia, a empresa acabou fechando as portas ao encerramento de seu contato com United.

Na época, a empresa contava com quase 90 jatos ERJ-145 da Embraer, sendo a maior operadora do modelo no mundo. Como parte do processo, todos os jatos foram transferidos para a CommutAir, que tomou o posto como maior operadora global dos modelos brasileiros E135 e E145.

Mas toda a experiência conseguida em três décadas de operação, a maioria delas com aviões brasileiros, não será jogada fora. Aproveitando ainda de seus certificados válidos, a ExpressJet se relança como uma aérea regional independente das grandes empresas.

Apesar de ser baseada em Atlanta, onde fica o mais movimentado aeroporto do mundo, a empresa não revelou ainda nenhuma rota ou plano de negócio, se limitando a falar que será uma regional independente que deve decolar ainda em setembro. Enquanto os planos são mantidos a sete chaves, a empresa publicou que realizou o chamado voo de cheque/certificação para iniciar as operações regulares.

Este voo buscou demonstrar a capacidade da empresa de realizar um voo real, com tripulação e funcionários.

Ainda não se sabe com quantos aviões a ExpressJet irá começar as operações, mas serão todos jatos brasileiros Embraer E145.

Carlos Martins
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias