Após troca motivada pelo 5G, Latam volta a voar aos EUA com aviões Boeing 777

No dia 18 de janeiro, a Latam Brasil trocou o Boeing 777-300ER por outros modelos de aviões em rotas de e para os Estados Unidos. A medida foi uma precaução em face às preocupações externadas por FAA e Boeing quanto à possível interferência nos rádio-altímetros das aeronaves pelas ondas da Banda C das Redes 5G.

No entanto, a mudança de equipamento durou apenas um dia. Com a implementação da Banda C perto de aeroportos postergada novamente, e devido a uma mensagem da FAA recomendando “cautela”, a empresa latina já voltou a operar no dia seguinte o triplo-sete nas rotas americanas.

Para também dar mais claridade sobre sua decisão, a empresa aérea emitiu a seguinte nota:

A LATAM não tem programada nenhuma alteração nos voos e aeronaves que operam as suas rotas Brasil-Estados Unidos. A companhia acompanha o tema com atenção, sempre de acordo com as recomendações das autoridades aeronáuticas dos países onde opera.

Excepcionalmente em 18/1, e somente por precaução, a LATAM substituiu naquela data os Boeing 777 (capacidade para 410 passageiros) pelo Boeing 787 (capacidade para 300 passageiros) na rota Guarulhos-Miami e pelo Boeing 767 (capacidade para 221 passageiros) na rota Guarulhos-Nova York. 

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias