Início Aviação Executiva

Avião português apreendido com drogas em Salvador esteve antes em Jundiaí

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Polícia Federal apreendeu ontem, 9 de fevereiro, um jato Dassault Falcon 900 com drogas em Salvador. Dados de sistemas públicos de rastreamento de voos confirmam que a aeronave voou para o interior paulista antes de voltar à Bahia.

O avião, em sua pintura anterior

A operação da Polícia Federal no Aeroporto de Salvador interditou o jato de matrícula portuguesa CS-DTP, após encontrar 500 quilos de droga dentro dele. O jato pertence à empresa portuguesa de táxi aéreo Omni Aviação. A empresa homônima brasileira diz que a Omni Aviação não tem relação consigo, apesar de compartilharem da mesma logo.

Segundo dados públicos do FlightRadar24, esse Falcon 900 chegou ao Brasil no último dia 28 de janeiro, após sair do hangar de pintura em Portugal. A aeronave parou em Salvador e prosseguiu para Jundiaí, no interior paulista.

De lá, ela decolou no dia 7 para Salvador, e ontem foi apreendida com vários tijolos de cocaína. Segundo a Polícia Federal, o destino da aeronave seria Lisboa, e esse já é o terceiro caso de jato apreendido nessa rota Brasil – Portugal apenas nos últimos meses.

O primeiro foi um raro jato Westwind, no final do ano passado e uma outra aeronave, de matrícula não revelada, também foi apreendida em dezembro.

Trajetória do último voo do jato – FlightRadar24
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A