Bebê nasce prematuro em parto improvisado na cozinha de um avião de passageiros

Uma grande surpresa foi registrada a bordo de um Boeing 787 da Air India, quando um bebê nasceu antes da hora prevista e o parto foi realizado na cozinha do jato.

Divulgação – Air India

O voo AI-150 partira de Londres e estava rumo à Kochi, no estado indiano de Quelara. Durante o sobrevoo do território búlgaro, uma passageira grávida começou a sentir contrações e avisou aos tripulantes, que rapidamente tentaram encontrar por médicos a bordo. Para sorte de todos, estavam a bordo nada menos do que 2 médicos e 4 enfermeiras, uma equipe completa para um parto.

Foram arrumadas toalhas, cobertores e a equipe médica levou a grávida até a galley, a cozinha da aeronave, na parte traseira da aeronave.

Divulgação – Air India

O espaço foi escolhido por ser a maior área livre disponível no jato, com amplo espaço para a equipe atuar e ter apoio rápido da tripulação.

Enquanto o avião era desviado para Frankfurt o bebê acabou nascendo: um menino e bem saudável. Ao chegar na Alemanha, a mãe e o bebê tiveram assistência da equipe de solo da Air India e foram recebidos pela equipe médica na pista, para atendimento pronto.

Apesar de já ter sobrevoado o país europeu, a escolha por voltar para a Alemanha se deu pelo fato de ali ter uma base da Air India, com presença de funcionários que puderam dar assistência para a mãe, o bebê e os outros 201 passageiros a bordo.

Divulgação – Air India

Segundo regras locais da Bulgária e da Alemanha, o bebê não irá ganhar cidadania do país que sobrevoa quando nasceu ou o que pousou pela primeira vez. Desta maneira terá apenas cidadania indiana.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Governo de SC promove roadshow aos interessados em assumir o Aeroporto...

0
O vencedor terá a concessão do aeroporto pelos próximos 30 anos e, nos próximos 3 anos, realizará investimentos de cerca de R$ 40 milhões.