Caramujos gigantes encontrados na mala de um passageiro no aeroporto de NY

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Foto por KenzieAbraham, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Agentes da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA no Aeroporto Internacional John F. Kennedy apreenderam 22 caramujos africanos gigantes e outros itens proibidos encontrados na bagagem de um homem que voltava de Gana. O incidente ocorreu no domingo passado (4), quando autoridades examinavam os pertences do homem, segundo um comunicado do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Os agentes da Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) no aeroporto JFK descobriram as perigosas espécies de caramujos junto com rabo de boi, carne seca, folhas medicinais, outras plantas e especiarias.

O USDA considera o caramujo gigante africano um dos caracóis mais nocivos do mundo devido ao seu consumo de cerca de 500 tipos de plantas. Sua dieta pode arruinar os ambientes tropicais e subtropicais, e os caracóis podem produzir cerca de 1.200 ovos por ano. O caracol gigante africano, altamente invasivo, também apresenta sérios riscos à saúde das pessoas por causa de seu nematoide parasita, que pode causar meningite em humanos.

“Especialistas em agricultura de Alfândega e Proteção de Fronteiras são os defensores da linha de frente de nossa nação contra pragas invasoras de plantas e animais que ameaçam nossos recursos agrícolas, e eles enfrentam esta missão complexa e desafiadora com extraordinário compromisso e vigilância”, disse Marty C. Raybon, diretor do CBP.

O porta-voz do CBP revelou que o viajante não enfrentou acusações criminais porque que declarou os caracóis. O Departamento de Agricultura e o Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal do USDA se uniram para eliminar os animais.

“Em 1966, um menino de Miami contrabandeou três caracóis gigantes africanos para o sul da Flórida ao retornar de uma viagem ao Havaí”, diz o USDA. “A avó dele finalmente lançou os caracóis em seu jardim. Sete anos depois, mais de 18.000 caramujos foram encontrados junto com dezenas de ovos na região. O programa de erradicação do estado da Flórida levou 10 anos a um custo de US$ 1 milhão”.

Por causa de seu potencial de causar estragos, o USDA proíbe a posse ou importação de caracóis.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Voo da Azul é recebido pela Polícia Federal após passageiros não...

0
Segundo mostra um dos passageiros do voo, em um vídeo em seu perfil social, a ação envolveu seis pessoas, supostamente da mesma família.