Com vacinação ampla, Reino Unido e EUA planejam a volta ao ‘normal’ das viagens aéreas

IMAGEM: Dannyman/Wikimedia

O Aeroporto de Heathrow, em Londres, principal porta de entrada do Reino Unido, vai permitir que os turistas que chegam dos Estados Unidos sejam dispensados da quarentena obrigatória para estrangeiros. A facilitação está prevista para entrar em vigor a partir de 17 de maio.

A informação foi passada à imprensa pelo CEO do aeroporto, John Holland-Kaye.  Segundo o executivo, a medida é o primeiro passo da abertura gradual das fronteiras do país. “O progresso na vacinação contra a Covid-19 nos dois países pode permitir que os EUA sejam incluídos na chamada Lista Verde de regiões das quais as pessoas poderão viajar para a Grã-Bretanha sem quarentena”, anunciou Holland-Kaye.

Heathrow, que tem administração privada, tem estado em comunicação constante com o governo britânico sobre o impacto da pandemia, bem como planos para a retomada das viagens. O terminal londrino já foi o mais movimentado da Europa, antes da pandemia, mas hoje opera com apenas 9% da movimentação registrada antes da crise.

De acordo com a agência de notícias Bloomberg, 20% do tráfego de passageiros no aeroporto é formado por viajantes dos EUA. Países como Cingapura, Austrália, Nova Zelândia, Israel e Islândia, além de alguns destinos no Caribe e Hong Kong, na China, também devem estar na Lista Verde em poucas semanas, informou o CEO. Viajantes desses países ainda precisarão apresentar pelos menos dois testes contra Covid-19 (um feito antes da partida e outro logo após a chegada), mas aqueles listados como âmbar ou vermelho, caso do Brasil, também enfrentarão quarentenas.

Holland-Kaye disse esperar que o governo do primeiro-ministro Boris Johnson publique a lista atualizada de países já no final da primeira semana de maio.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Airbus anuncia enorme encomenda de quase 300 aviões para quatro aéreas...

0
A fabricante europeia Airbus acabou de anunciar uma mega encomenda de quase três centenas de aviões para companhias aéreas chinesas.