Emirates tem usado combustível sustentável (SAF) em voos do aeroporto Schiphol de Amsterdã 

A Emirates iniciou o uso de SAF neste mês no aeroporto Schiphol de Amsterdã segundo o seu acordo de combustível com a Neste, que fornecerá mais de 2 milhões de galões de SAF misturado ao sistema de abastecimento do aeroporto Schiphol ao longo de 2024.

A companhia aérea acompanhará a entrega de SAF aos sistemas de abastecimento e os benefícios ambientais usando metodologias contábeis padronizadas da indústria. A parceria da Emirates com a Neste, anunciada no fim do ano passado, representa um dos maiores volumes de SAF que a companhia aérea adquiriu até agora.

Depois de fornecido ao sistema de abastecimento do aeroporto Schiphol de Amsterdã, o SAF misturado será composto por mais de 700.000 galões de SAF puro. A companhia aérea também trabalha com a Neste para fornecer SAF aos sistemas de abastecimento do aeroporto Changi de Cingapura nos próximos meses.

Adel Al Redha, vice-presidente e diretor de operações da Emirates, disse: “A colaboração de parceiros comprometidos como a Neste é uma das medidas práticas que tomamos para reduzir nossas emissões, representando um marco muito importante da nossa própria jornada de sustentabilidade como companhia aérea. Parcerias fortes como esta, particularmente nos principais hubs de transporte aéreo, como Amsterdã, estabelecem as bases para o trabalho com parceiros e aeroportos no sentido de aumentar o acesso e a disponibilidade de SAF em toda a nossa rede.”

Alexander Kueper, vice-presidente de aviação renovável da Neste, disse: “A parceria com a Emirates em sua jornada de sustentabilidade é motivo de orgulho para nós. O SAF é uma solução disponível para reduzir as emissões de gases de efeito estufa das viagens aéreas. É emocionante ver a Emirates usando o nosso Neste MY SAF no aeroporto Schiphol de Amsterdã. Além disso, este é um excelente exemplo de como estamos trabalhando com nossos parceiros para acelerar o uso de SAF. Estamos ansiosos para realizar os próximos passos da nossa cooperação.”

O SAF deste acordo pode ser utilizado com segurança em motores a jato atuais e na infraestrutura de abastecimento de aeroportos e, em sua forma pura, reduz as emissões de carbono do ciclo de vida em até 80%* em comparação com o combustível de aviação convencional.

A Emirates usou SAF misturado com combustível de aviação pela primeira vez em um voo que partiu de Chicago em 2017. Atualmente, a companhia aérea opera voos de Paris, Lyon e Oslo com SAF. Em outubro do ano passado, a Emirates, com o apoio de parceiros, também incorporou o uso de SAF nos sistemas de abastecimento do aeroporto de Dubai, alocando SAF para uma série de voos, incluindo um voo para Sydney.

No início deste ano, a companhia aérea se tornou a primeira transportadora internacional a aderir à iniciativa Solent Cluster no Reino Unido, focada em investimentos de baixa emissão de carbono com potencial para criar uma fábrica de SAF que pode produzir até 200 mil toneladas (200 kt) por ano, se entrar em operação até 2032.

A Emirates também contribui ativamente com vários grupos de trabalho da indústria e do governo dos Emirados Árabes Unidos e está em discussão contínua com uma série de grupos do setor para ajudar a expandir a produção e o fornecimento de SAF. A companhia aérea, em parceria com a GCAA (autoridade de aviação dos Emirados Árabes Unidos), desempenha um papel ativo no desenvolvimento do roteiro de combustíveis power-to-liquid (PtL) dos Emirados Árabes Unidos, com o apoio do Ministério da Energia e Infraestrutura do país e do Fórum Econômico Mundial, além de contribuir para o desenvolvimento do Roteiro Nacional de Combustíveis de Aviação Sustentáveis dos Emirados Árabes Unidos, que visa transformar o país em um centro regional para combustíveis de aviação alternativos, com a ambição de produzir 700 milhões de litros de SAF até 2030.

Unindo entidades da aviação, governamentais, regulatórias, acadêmicas, de produção de combustível e a cadeia de valor do fabricante, a Emirates é participante fundadora do consórcio de pesquisa Air-CRAFT dos Emirados Árabes Unidos, que se dedica ao desenvolvimento, à produção e expansão de tecnologias de combustível de aviação sustentável (SAF) para a indústria.

*Quando usado puro (ou seja, sem mistura) e calculado com metodologias estabelecidas de avaliação do ciclo de vida (ACV), como a metodologia CORSIA.

Informações da Emirates

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias