Empresa indiana adquire discretamente mais dois jatos Embraer E175

Imagem: Embraer

Depois de anunciar a incorporação de dois jatos do modelo Embraer E175-E1 em julho do ano passado, com bastante pompa e divulgação, a empresa aérea indiana Star Air optou pelo caminho inverso em dezembro, quando dobrou seu pedido, mas sem muitas divulgações.

A informação foi revelada em um tuite que a empresa fez no dia 1 de janeiro, contando sua retrospectiva do ano. Para o mês de dezembro de 2022, a empresa colocou a foto de um executivo da empresa assinando um contrato, com a legenda de que referia-se ao aumento dos pedidos do jato brasileiro.

A Star Air busca fortalecer a conectividade regional da Índia, destacando que o E175 tem o tamanho certo para suas ambições. “Oferecendo a capacidade certa a tarifas acessíveis, nos comprometemos a atender à crescente demanda em toda a Índia enquanto nos preparamos para os planos do Ministério da Aviação Civil de construir 100 aeroportos”, disse a companhia em comunicado datado de julho.

“Depois de testemunhar uma forte recuperação nas viagens aéreas, estamos entusiasmados em fazer parceria com a Embraer, pois buscamos constantemente conectar a Índia e tornarmos as viagens confiáveis ​​e acessíveis. Como uma das companhias aéreas regionais indianas de mais rápido crescimento, estamos empolgados em tocar novos horizontes e explorar os céus com grande vigor. A aeronave E175 não apenas adicionará flexibilidade e eficiência à nossa rede, mas também fortalecerá nossas relações com os clientes, pois fornecemos a eles uma experiência de voo incomparável”, disse Shrenik Ghodawat, Diretor da Star Air, também à época.

Além dos E175, a companhia aérea opera voos regulares usando seus cinco Embraer E145 para conectar 18 destinos indianos.

Carlos Ferreira
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Após 10 meses, avião e tripulação pegos com 200 Kg de...

0
Depois de dez meses apreendido na República Dominicana, voltou ao Canadá a aeronave CRJ-100ER de matrícula C-FWRR, da Pivot Airlines