Excesso de calor leva cadela Nina a óbito antes de voo da Gol decolar de Belém

No começo da tarde de sexta-feira (14), uma fatalidade foi registrada no aeroporto internacional de Belém, onde uma cadela de nome Nina morreu na cabine do Boeing 737-800 (PR-GZH), ao lado de sua tutora. A ocorrência foi registrada no voo G3-1637, uma operação regular que liga a capital paraense a Manaus.

O que aconteceu

Segundo informações prestadas pela Gol à mídia paraense, a aeronave que realizaria o voo fez o pushback e deveria ter iniciado o táxi. No entanto, um parâmetro do motor não parecia regular, fazendo com que os pilotos acionassem a manutenção. No primeiro momento, esperava-se que o procedimento fosse rápido e, assim, os passageiros permaneceram a bordo, enquanto os mecânicos atuavam. Segundo a Gol, um ar-condicionado externo foi acoplado à aeronave.

Terminado o processo, o sistema externo foi removido, os motores foram acionados e os pilotos passaram a monitorar novamente os parâmetros. Sem resolução, os tripulantes levaram a aeronave de volta para o finger, a fim de que todos desembarcassem e uma nova avaliação fosse realizada.

15 minutos

Para a empresa aérea, esses 15 minutos entre o término da primeira verificação e o retorno à ponte de embarque foram suficientes para que a temperatura da cabine subisse rapidamente, causando significativo desconforto a bordo.

Passageiros ouvidos pelo O Liberal relataram que o calor e a umidade fizeram com que muitos estivessem suando dentro da aeronave e que o desconforto fosse realmente grande. Tal calor levou a cadela a perecer próxima de sua dona na cabine de passageiros.

Após a liberação pela manutenção, o voo decolou às 15h35, na hora local, duas horas e meia depois da primeira tentativa de partida. As informações são confirmadas pelo sistema de rastreamento de voos Flightradar24.

A companhia aérea, por sua vez, afirmou que está prestando o apoio à passageira que perdeu sua acompanhante pet e que ela voaria para Manaus no sábado.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias