Jato russo que concorre com B737 e A320 voa pela primeira vez com asas de compósitos

Foto: Rostec

Fez história neste dia 25 de dezembro de 2021 o mais novo avião de passageiros russo MC-21 ao voar, pela primeira vez, com uma asa totalmente feita de materiais compostos e projetada internamente na Rússia.

A Rostec, fabricante do jato, disse num comunicado de imprensa: “Hoje, o avião MC-21-300 com uma asa produzida a partir de materiais compostos de polímero de fabricação russa realizou seu primeiro voo. O avião decolou da fábrica de aviação de Irkutsk e ocorreu conforme planejado”.

De acordo com o CEO da Rostec, Sergey Chemezov, a participação de materiais compostos no MC-21 é de cerca de 40%, que é o recorde para aviões desta classe, estando, segundo ele, acima de concorrentes ocidentais como o Boeing 737 e o A320.

“O uso de materiais compostos resistentes e leves possibilitou o desenvolvimento de uma asa com parâmetros aerodinâmicos únicos, impossíveis para uma asa de metal. A aerodinâmica aprimorada possibilitou alargar o corpo do MC-21 e tornar a cabine mais ampla, proporcionando maior conforto ao os passageiros”, disse Chemezov.

Os materiais domésticos para a estrutura da asa foram desenvolvidos em cooperação entre a Rosatom, cientistas da Universidade Estadual de Moscou e especialistas da indústria de aviação.

Veja um vídeo do voo de hoje, gravado pela Rostec.

Programa concluído

O programa de certificação de voo do MC-21 foi concluído e a aeronave receberá um certificado de tipo em um futuro próximo, disse o ministro da Indústria e Comércio, Denis Manturov, em entrevista ao canal de TV Rossiya 24 na sexta-feira (24).

Manturov lembrou que as entregas comerciais da aeronave devem começar no próximo ano. Anteriormente, o ministro havia dito que a certificação dependeria da conclusão do programa de voos de testes, o que, aparentemente, se confirmou.

Agora, há outra dependência, que é a agilidade com que a decisão pertinente será tomada pela Agência Federal de Transporte Aéreo. O Ministério da Indústria e Comércio prometeu fazer o possível para garantir a certificação da aeronave nas próximas semanas.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias