Início Empresas Aéreas

JetBlue faz nova proposta agressiva em dinheiro-vivo para comprar a Spirit

A companhia aérea americana JetBlue não desistiu de comprar a Spirit e agora está oferecendo dinheiro-vivo.

© Anna Zvereva e Alan Wilson – Fotomontagem por AEROIN

A aposta da empresa fundada pelo brasileiro David Neeleman é que os acionistas da Spirit aceitem a nova oferta em dinheiro-vivo, demonstrando o poder de compra da JetBlue. Em torno de 15 dias atrás a Spirit rejeitou a oferta da JetBlue e optou por seguir com uma oferta da Frontier, que era menor em termos financeiros, mas traria mais sinergias.

O motivo da escolha do primeiro acordo foi que a Spirit e Frontier são bastante parecidas, sendo as duas principais ultra low-cost dos EUA, que são aéreas de ultra-baixo-custo, conhecidas por economizarem o máximo possível e provendo um pouco menos de conforto (são as empresas que têm os menores espaços entre assentos do mercado americano, em média).

Já a JetBlue, mesmo sendo low-cost, tem um modelo de negócio mais caro, além de operar aeronaves diferentes, como E190/E195 da Embraer e o A220 da Airbus. Isso poderia trazer maior complexidade se esta firmasse o negócio com Spirit, a qual opera puramente com jatos da família A320 (mesmo modelo da Frontier).

Agora, em proposta oficial enviada à Spirit e submetida à Comissão de Valores Imobiliários dos EUA, a SEC, a JetBlue faz uma oferta de $30 dólares por ação da Spirit, podendo ir até $33 por ação em negociação futura. Com este preço máximo proposto hoje, a transação seria na casa dos $3,6 bilhões de dólares.

O valor está praticamente na metade que a Frontier ofereceu, que é de $ 6,6 bilhões, mas a diferença é que este inclui dinheiro-vivo mais troca de ações, enquanto que o da JetBlue é puramente dinheiro-vivo, que estaria disponível de imediato para a Spirit.

No próximo dia 10 de junho, o conselho da Spirit irá votar a proposta da Frontier, e também deverá sinalizar sobre a nova proposta da JetBlue.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile