Manutenção de aviões com drones e realidade aumentada são focos de nova parceria entre Emirates e Boeing

Imagem: Emirates

A Emirates e a Boeing informaram hoje, 16 de novembro, em mais um anúncio no Dubai Airshow 2023, que assinaram um Memorando de Entendimento (MoU, na sigla em inglês) para aproveitar tecnologias digitais avançadas e acelerar melhorias nas operações de manutenção de aviões.

Os esforços se concentrarão em áreas-chave, incluindo: inspeções de aeronaves assistidas por drones, aprimoramento da precisão e eficácia das tarefas de manutenção por meio do uso de realidade virtual e aumentada, e manutenção preditiva e prognóstica de próxima geração.

A integração da tecnologia drone para tarefas de manutenção representa um salto para a companhia aérea, ajudando a acelerar as inspeções externas em aeronaves de fuselagem larga, utilizando câmeras de altíssima resolução com capacidade de alcançar todos os ângulos da aeronave para detectar imperfeições na superfície.

As imagens e os dados coletados tornam-se a base de relatórios altamente detalhados, permitindo muito maior precisão e auxiliando em auditorias de inspeções futuras.

A Realidade Mista e o uso de ferramentas visuais de realidade aumentada e realidade virtual significam que os engenheiros podem investigar o funcionamento mais interno de qualquer parte de uma aeronave e outras complexidades.

Estas tecnologias prometem proporcionar inspeções de aeronaves mais precisas e abrangentes, reduzir o risco de erro humano e reduzir significativamente o tempo que as aeronaves passam fora de serviço, otimizando a disponibilidade e o desempenho da frota.

A tecnologia de manutenção prognóstica e preditiva de próxima geração fornecida pela Boeing aproveita análises avançadas e insights de prognóstico, permitindo que a Emirates tome decisões de manutenção de frota baseadas em mais informações.

A Emirates Engineering é uma das instalações de manutenção de aeronaves tecnologicamente mais avançadas do mundo, apoiando a maior frota mundial de aeronaves Boeing 777 e Airbus A380. A equipe gerencia e implementa todos os aspectos de manutenção, engenharia, qualidade, planejamento e logística. A instalação de 400.000 metros quadrados possui 12 hangares que formam as maiores estruturas de vão livre do Oriente Médio.

Murilo Basseto
Murilo Bassetohttp://aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e com Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Passageiro da Bósnia-Herzegovina foi preso no Aeroporto do Galeão antes de...

0
O indivíduo, natural da Bósnia-Herzegovina, pretendia embarcar em um voo comercial que faria conexão em Paris, na França, antes de rumar para