Início Acidentes e Incidentes

Nova temporada de ‘Mayday Desastres Aéreos’ terá acidente do DC-10 em Portugal

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Não tão conhecido no Brasil, o acidente que envolveu um Douglas DC-10 em Faro, Portugal, vitimou 56 pessoas e sua história será contada na nova temporada da série Mayday Desastres Aéreos, exibida pelo canal National Geographic.

DC-10 após o acidente em Portugal © Pedro Aragão

A série é conhecida por retratar detalhes de eventos que levaram a acidentes aéreos famosos, mostrando informações do ocorrido, da investigação e seus impactos na aviação. O sucesso da série é tanto que ela já está na 21ª temporada e seus episódios são utilizados como exemplo em diversas salas de aula, das universidades e até os centros de treinamento das companhias aéreas.

Um dos casos que será analisado nessa temporada aconteceu em 21 de dezembro de 1992, com o trijato Douglas DC-10 da holandesa Martinair, num voo de Amsterdã para Faro.

A aproximação se deu em meio a uma tempestade muito forte, que já tinha obrigado a tripulação a arremeter uma vez. Na segunda tentativa, porém, o jato sofreu influência dos fenômenos chamados windshear e microburst, eventos climáticos que causam uma fortíssima turbulência vertical na aeronave com rajadas de vento, como é mostrado na figura abaixo:

Imagem: ANAC

Por acontecer próximo ao terreno, esse evento meteorológico é perceptível nas fases de aproximação e decolagem, o que o torna perigoso e pode ser letal, pois são as fases em que o avião está com menor velocidade e mais próximo do solo, sendo mais vulnerável às forças externas.

E foi exatamente o que aconteceu naquela ocasião. O DC-10 sofreu com as forças do vento que o teriam levado a ultrapassar seu limite estrutural no pouso, executado de forma muito veloz e violenta, causando a quebra do trem de pouso principal do lado direito.

Sem o trem de pouso, a asa direita acabou encostando no chão, se desprendeu da fuselagem que começou a rodar pela pista até bater, rolar e se separar em duas partes.

No final, dos 327 passageiros, 56 morreram e 106 ficaram feridos. O relatório final, que está disponível em português clicando aqui, apontou alguns erros da tripulação durante a aproximação, assim como carência de informações fornecidas para os pilotos.

Agora, toda a história e seus detalhes serão dramatizados na série do National Geographic. Não existe ainda uma data para que o episódio seja exibido no Brasil ou em Portugal, mas por ser uma das séries de maior sucesso do NatGeo, não deve demorar a chegar.

A quem quiser se aprofundar no assunto, o livro A Última Aterragem, de Pedro Fernandes, conta a história do acidente com riqueza de detalhes.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile