Início Indústria Aeronáutica

Oficina de aviões chamada de “Asas Quebradas” é fechada pela FAA nos EUA

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Manutenção sendo feita no King Air 250 – Gama Aviation

Uma pequena oficina de manutenção de aviões na Alasca foi fechada dias atrás pela Administração Federal de Aviação (FAA) dos Estados Unidos por descumprir com seu escopo de atuação, mas isso apenas virou notícia por causa do seu nome sugestivo: Asas Quebradas.

É interessante como a comunicação é institucionalizada nos EUA e se emite um comunicado de imprensa para praticamente tudo. Dessa forma, segundo nota da FAA, a Broken Wings Aviation LLC (Asas Quebradas Aviação Ltda.) teve seu certificado de funcionamento revogado pela FAA por fazer manutenção em modelos de aeronave para os quais não estava autorizada.

Segundo a FAA, a Broken Wings está apenas autorizada a fazer manutenção na célula (corpo) dos aviões Beechcraft King Air 200. Porém, entre junho e novembro do ano passado, a empresa deu manutenção em aviões Cessna 172, incluindo no trem de pouso, freios e indicador de combustível, que são considerados componentes, o que foge tanto da autorização de modelo de aeronave quanto de serviços de célula da empresa.

A empresa até mesmo publicou em rede social o serviço não autorizado que fez. Com fotos do Cessna 172 sendo reparado, ela escreveu: “Ok então aqui nós removemos a assoalho e algumas chapas de revestimento que encontramos danificadas que não tinham sido vistas antes e abrimos tudo.”

E como por lá a lei funciona, caso a empresa não entregue seu certificado e feche as portas, a FAA irá multa-lá em $1.501 dólares (R$ 8.200) por dia.

Além de “Asas Quebradas”, acabaram “quebrando as pernas e ficando de mãos atadas”.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A